Burocracia para licenciamentos ambientais e aposentadorias preocupam produtores de Estrela

Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais relatou a reunião que discutiu temas ambientais, além de detalhar indeferimentos de aposentadorias e benefícios


0
Foto: Rádio do Vale

A burocracia de um modo geral está preocupando os representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Estrela. O presidente da entidade, Rogério Heemann, participou na manhã dessa quarta-feira (13) do programa Realidade, da Rádio do Vale AM 820, e contou que em uma reunião durante a semana entre o sindicato e representantes da secretaria de Desenvolvimento e Inovação de Estrela, que responde pelo setor do Meio Ambiente do município, pautou as desavenças que existem entre produtores e as regras exigidas e fiscalizadas aos licenciamentos ambientais.

“Existem coisas que são fora da realidade, como por exemplo os córregos e arroios, que passam nas propriedades e nas estradas e apenas estão ali em época de chuva e uma semana depois já não estão mais. Para estes lugares se exige o cumprimento da lei de mata ciliar de cinco metros nas margens, além de toda a documentação demorada e burocrática, reunião que acabou tendo como definição uma mudança no modo de fiscalização da prefeitura”, afirma o líder sindical.

Heemann também falou sobre os problemas burocráticos que os os produtores enfrentam para buscar benefícios junto ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) ou mesmo a aposentadoria. “Alguns indeferimento são absurdos, sendo que os produtores pagam tudo em dia, produzem e sempre foram trabalhadores do campo, sócios de cooperativa rural, e simplesmente os pedidos de benefícios ou aposentadorias são indeferidos”, explica.

Os produtores rurais de Estrela podem tirar dúvidas quanto a documentação para licenciamento ambiental, Cadastro Ambiental Rural, aposentadoria outros benefícios presencialmente no escritório, que se situa na Rua Venâncio Aires, no Centro de Estrela. Também está disponível contato de telefone do setor administrativo da entidade, o número é (51) 3712-1001.

Texto: Júlio César Lenhard

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui