Busca por documentos para morar no exterior cresce 81% nos cartórios do RS

Cerca de 41,9 mil pessoas solicitaram dupla cidadania ou visto para estudar em outro país, aponta Colégio Notarial do Brasil (CNB)


0
Foto: Agência Brasil/ Divulgação

A procura por documentos para regularizar a moradia no exterior cresceu 81% nos cartórios do Rio Grande Sul no segundo semestre de 2021, conforme a seção gaúcha do Colégio Notarial do Brasil (CNB-RS). Entre junho e novembro deste ano, a busca dos gaúchos pela validação de documentos em outros países foi feita por 48 mil pessoas, enquanto o mesmo período do ano passado registrou 26 mil processos semelhantes.

Os dados referem-se aos atos de apostilamento, como é conhecido o serviço de reconhecimento mútuo de documentos em outros países. O crescimento mais significativo foi em solicitações de vistos para estudos ou abertura de processos de dupla cidadania. Até novembro, foram 41,9 mil buscas, um aumento de 113% em relação ao mesmo período do ano passado, que registrou 19,6 mil processos.

A avaliação do presidente do CNB/RS, José Flávio Bueno Fischer, é de que a pandemia de coronavírus e a consequente crise econômica, aliada às altas taxas de desemprego, são as principais causas do aumento. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, há cerca de 4,2 milhões de brasileiros morando legalmente em outros países.

O número, referente a 2020, significa um aumento de 20% em relação a 2018, mesmo com as restrições impostas pela pandemia de coronavírus. Entre os brasileiros, os destinos preferidos são Portugal e Itália, mas países como Irlanda e México viram triplicar a entrada de pessoas vindas do Brasil em dois anos.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui