Butantan tem condições de oferecer até 100 milhões de doses da CoronaVac

O instituto, ligado ao governo de São Paulo, é o responsável pela terceira fase de testes da CoronaVac.


0
Foto: Roman Pilipey/EFE/EPA

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou nesta quarta-feira (9) que poderá disponibilizar, até maio de 2021, 100 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra o coronavírus desenvolvida em parceria com a chinesa Sinovac Biotech. “Em dezembro, o Butantan terá 46 milhões de doses disponíveis para o nosso Ministério da Saúde. O Ministério da Saúde poderá iniciar o seu programa de imunização.”

Dimas Covas ressaltou que esta quantidade não é suficiente, já que cada pessoa recebe duas doses. Mas afirmou que há capacidade de produção. “Temos condições de fornecer, até maio do ano que vem, se houver manifestação nesse sentido, até 100 milhões de doses.”

O instituto, ligado ao governo de São Paulo, é o responsável pela terceira fase de testes da CoronaVac, realizados em 12 centros de pesquisa em todo o país. O governo paulista pediu ao Ministério da Saúde a liberação de R$ 1,9 bilhão para a produção da CoronaVac. As conversas entre estado e governo federal continuam para viabilizar o recurso. A expectativa é que os primeiros resultados comecem a ser analisados a partir de 15 de outubro, segundo Covas.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui