C2B Imóveis: Como usar o FGTS para financiamento do Minha Casa, Minha Vida


0

Tirar do papel o sonho da casa própria nem sempre é uma tarefa fácil.

Não à toa tornou-se tão comum recorrer ao programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal.

A iniciativa tornou-se popular por suas condições atrativas para o financiamento de moradias para famílias de baixa renda.

Não bastando isso, ainda há a possibilidade de fazer-se uso do saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) nesse tipo de operação.

O valor disponível poderá ser utilizado na compra, liquidação ou amortização de seu saldo devedor ou ainda das parcelas do seu contrato.

Continue a leitura e saiba um pouco mais sobre cada uma dessas possibilidades.

Compra de imóveis e construção

Para quem deseja comprar ou construir um imóvel residencial, o saldo do FGTS pode ser utilizado na hora da contratação como entrada do financiamento, constituindo parte do pagamento ou do valor total.

Amortização ou liquidação do saldo devedor

O saldo do FGTS pode ser usado para quitar totalmente ou parcialmente sua dívida, desde que o contrato de financiamento tenha sido assinado no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Pagamento de parte do valor das prestações

Você pode usar o FGTS para diminuir em até 80% o valor das prestações em 12 meses consecutivos, desde que o contrato de financiamento tenha sido assinado no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Como descobrir o saldo do seu FGTS

Para descobrir quanto do seu saldo de FGTS pode ser utilizado nesse tipo de operação, é necessário fazer uma consulta à conta do seu fundo.

Descoberto o valor, é preciso separar a documentação necessária e entregar na agência da Caixa ou no Correspondente Caixa Aqui mais próximo de você.

Confira abaixo o que será preciso apresentar.

  • Documento oficial de identificação
  • Extrato de conta vinculada ao FGTS
  • Carteira de Trabalho para comprovar o tempo de trabalho sob o regime do FGTS
    Se você é trabalhador avulso, declaração do órgão gestor da mão de obra ou do sindicato
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física – DIRPF. No caso de trabalhador casado ou em união estável, apresentar a DIRPF de ambos os cônjuges/companheiros

Veja também a lista completa de documentação​, com os casos excepcionais.

Concluída essa etapa, a Caixa avalia a documentação e, caso aprovada, seu saldo do Fundo de Garantia poderá ser aplicado no financiamento da sua casa própria em um dos formatos anteriormente apresentados.

Clique neste link para consultar o saldo do seu FGTS

Gostaria de saber mais sobre o programa Minha Casa, Minha Vida? Então, clique neste link e não deixe de conferir a nossa série de perguntas e respostas que preparamos sobre o programa.

Este é um conteúdo de divulgação comercial e de responsabilidade de seus idealizadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui