Caçador mata o próprio filho após confundi-lo com veado nos EUA

Jovem não utilizava a roupa laranja que é exigida como regra nas normas do guia de regulamentos de caça e captura do Departamento de Recursos Naturais da Divisão de Vida Selvagem de Ohio.


0
Vítima não estaria usando roupa adequada para caçar cervos, segundo porta-voz (Foto: Toby Melville/Reuters)

Um homem atirou erroneamente em seu filho no condado de Delaware, em Ohio (EUA), após confundi-lo com cervo durante a temporada de caça.

Andrew Smith, de 28 anos, morreu ao ser baleado pelo próprio pai, Bradley Smith, de 63 anos, segundo o The Columbus Dispatch. Andrew, que também estava caçando, não estava vestido adequadamente para a atividade, e isso pode ter ajudado seu pai a não diferenciá-lo de um cervo.

Segundo Tracy Whited, porta-voz do Gabinete do Xerife do Condado de Delaware, o jovem não utilizava a roupa laranja que é exigida como regra nas normas do guia de regulamentos de caça e captura do Departamento de Recursos Naturais da Divisão de Vida Selvagem de Ohio.

O regulamento ainda diz que a caça pode iniciar-se 30 minutos antes do nascer do sol e encerrar 30 minutos após o pôr do sol. Segundo Whited, o Sr. Smith teria acertado o filho às 17h45, isto é, 15 minutos após o horário limite para caça, uma vez que o sol se pôs às 17h, em 2 de dezembro, dia do acidente.

Embora o grupo de mais ou menos 20 caçadores não estivesse cumprindo o horário combinado, Smith não enfrenta nenhuma acusação legal. “É simplesmente o pior tipo de tragédia. Ele pensou que estava atirando em um veado. Era seu filho”, disse Whited.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui