Câmara de Estrela arquiva projeto que previa gratificação natalina

Proposta destinava-se a vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários, e foi marcada por polêmica.


0
Câmara de Vereadores de Estrela (Foto: Joilson Pereira/divulgação)

Um projeto da Câmara de Vereadores, que previa a alteração na lei orgânica do município gerou polêmica ao longo da semana. A proposta previa a gratificação natalina a parlamentares, prefeito, vice-prefeito e secretários, o que faria com que o subsídio fosse pago até 20 de dezembro de cada ano, no valor equivalente ao seu subsídio mensal. Neste caso, considerado como um 13° aos agentes públicos.

Conforme a assessoria de imprensa do legislativo, o projeto não tinha autoria específica, era coletivo, tendo 11 assinaturas quando foi protocolado. Contudo, nesta quinta-feira (26), a proposta que iria para votação na sessão de segunda-feira (3) foi arquivada pela casa. “Ele poderia colher ou receber assinaturas ao longo do processo, foi encaminhado para a comissão especial, e como alguns vereadores foram se manifestando, e não tinha mais o número de assinaturas necessário, foi recomendado o arquivamento, e a presidência da casa apenas segue o protocolo”, informou a assessoria.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui