Câmara de Lajeado aprova R$ 1,6 milhão em auxílio a atingidos pela cheia

Enchente histórica ocorreu em julho. Sessão desta terça-feira (15) teve R$ 3 milhões em aberturas de crédito e contratação de farmacêutico.


1
Sessão desta terça-feira teve cinco projetos de lei aprovados (Foto: Natalia Ribeiro)

Com unanimidade de votos, a Câmara de Vereadores de Lajeado aprovou, na sessão ordinária desta terça-feira (15), a destinação de R$ 1.650.000,00 para recuperação e auxílio diante da cheia histórica de julho. Levantamentos da Prefeitura dão conta de 400 casas e pelo menos 1,8 mil pessoas atingidas pela enchente, a maior do Rio Taquari em 64 anos. O crédito é oriundo de devolução do Legislativo.

O debate teve início dias depois da cheia, no entanto, precisou seguir prazos legais até a aprovação. Primeiro a Mesa Diretora apresentou a proposta, via resolução. Quando aprovada, o prefeito foi até a Câmara dialogar com os vereadores a respeito das prioridades e o montante que deveria ser aplicado em cada uma delas. A administração fez a matéria, que tramitou por 22 dias nas comissões internas da casa.

A distribuição será da seguinte forma: R$ 1.300.000,00 para habitação, R$ 150.000,00 em equipamentos e aparelhamento da Defesa Civil de Lajeado e o restante, de R$ 200.000,00, em manutenção e compra de itens para a assistência social do município, a serem revertidos em ajuda aos desabrigados e desalojados. Na sessão anterior, de 8 de setembro, o presidente Lorival Silveira (PP) cobrou que o texto fosse colocado em votação, já que famílias aguardavam os recursos.

O projeto segue agora para a sanção do prefeito Caumo. Sérgio Kniphoff (PT) pediu que, o quanto antes, os necessitados sejam atendidos com a rubrica. O recurso saiu do montante reservado para a construção da sede própria da Câmara de Vereadores para a Secretaria municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sthas).

Mais projetos

Os vereadores de Lajeado liberaram R$ 3.094.441,00 em aberturas de crédito durante a sessão. O valor mais elevado estava no texto voltado a atender os prejuízos da enchente. Em seguida estava a proposta de destinar R$ 1.000.00,00 em custeio de despesas com manutenção de estradas e vias municipais. Na mensagem justificativa a Prefeitura ressaltou a “necessidade de conservação decorrente de fatores climáticos adversos que acabaram por acelerar a deterioração de determinadas vias”.

Serão R$ 700.000,00 para a ampliação de parques, praças e jardins, R$ 151.300,00 de compra de equipamentos e material de uso permanente, R$ 120.000,00 em manutenção de prédios administrativos, R$ 23.700,00 para construção e ampliação de prédios públicos cedidos a entidades e R$ 5.000,00 para manutenção e diárias. A votação do texto recebeu acordo das bancadas, visto que não estava na ordem do dia.

Também receberam aval aberturas de crédito de R$ 22.859,00 para custeio de despesas com energia elétrica, telefonia, água e recolhimento de resíduos; R$ 60.150,00 em manutenção da Secretaria municipal do Meio Ambiente (Sema) em 2020; e R$ 361.432,00 na aquisição de medicamentos para a Farmácia Básica através do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Rio Taquari (Consisa VRT).

Autorizada, ainda, a contratação temporária de um farmacêutico. A carga é de 40 horas semanais e o salário de R$ 5.442,90. O motivo, segundo a Prefeitura de Lajeado, é a necessidade de profissional para atendimento junto ao setor de medicamentos do Estado, em razão do déficit de pessoal pelo afastamento do grupo de risco da Covid-19. O contrato tem previsão de duração até 31 de dezembro de 2020, podendo ser prorrogado em caso de necessidade.

Pedidos de ampliação de linhas no transporte coletivo urbano, troca de paradas de ônibus, melhorias em ruas e mutirão de cirurgias eletivas foram outros temas debatidos no encontro. Os vereadores voltam a se reunir em 22 de setembro.

Texto: Natalia Ribeiro
jornalismo@independente.com.br

1 comentário

  1. E as pessoas que perderão tudo,voceis nao ajudarão,minha conta da agua veio 300 reais absurdo pagava 100 mas como a enchente veio tive que usar a agua pra limpar minha casa as roupas da minhas filhas que ficou na água suja na lama.voceis ajudarao pouquíssimas pessoas seu prefeito se e que da pra chamar assim…vocêis nao da o bola pra nois que moramos na água na enchente.voceis so dessem aqui pra pedir voto,sabe pq o mundo ta virado a culpa é de voceis que nao olha pro povo que mais precisa,ninguém veio na minha casa saber se eu perdi alguma coisa pq?pq nao dera desconto na agua?pq voceis nao ajudarão nois com algum móveis?pq eu sei a resposta o povo ta esquecido ,O povo pobre ne.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui