Os moradores de Estrela que foram atingidos pela cheia do Rio Taquari, no último fim de semana, contam com a solidariedade da população. A Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth) promove uma campanha para arrecadar donativos. São pedidos materiais de limpeza, higiene pessoal, alimentos e roupas de cama. As doações devem ser entregues na secretaria, na Rua 13 de maio, 398, Centro de Estrela.


Ouça a reportagem


A Defesa Civil fez a retirada de 20 famílias nos bairros Centro, Imigrantes e Moinhos, além do loteamento Marmitt. São pelo menos 80 pessoas, divididas entre 13 famílias desabrigadas, que foram levadas para o Ginásio Ito Snell, no Bairro Oriental, e sete desalojadas, que estão na casa de amigos e parentes. Os animais foram acomodados numa sala ao lado prédio.

O número de deslocados reduziu, se comparado com outras cheias. Segundo a coordenadora da Habitação em Estrela, Daiana Ávila, “em anos anteriores tínhamos de 30 a 40 famílias em média, e com os projetos habitacionais encaminhamos somente as pessoas que são atingidas a partir da cota de 21 metros”, afirma.

Coordenadora da Habitação, Daiana Ávila, comenta necessidades do grupo. (Fotos: Natalia Ribeiro)

Por conta da ocupação do conjunto habitacional Nova Morada, em Novo Paraíso, muitas pessoas deixaram as áreas que geralmente são atingidas pela cheia do Taquari. Segundo Daiana, a cota de retirada diminuiu significadamente nos últimos anos. Até 2014, era necessário que o rio alcançasse 17 metros. Em 2015, passou para 19 metros, sendo que agora é de 20 metros.

Um novo projeto deve amenizar a situação de quem ainda é atingido pela enchente. “Mais um projeto habitacional em Estrela tem o desejo de concluir mais 100 casas ou apartamentos. As 13 famílias retiradas serão prioridade”, afirma. De acordo com a coordenadora, a ideia é diminuir ainda mais o número de atingidos. “Queremos ampliar para que a cota de retirada seja a partir de 25 metros”, comenta.

Por conta da previsão de chuva para os próximos dias, as famílias devem ser mantidas no abrigo e na casa de parentes e amigos até a próxima quinta-feira (1º), Em Lajeado, a Defesa Civil já começou a retirar flagelados do Parque do Imigrante. NR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui