Campanha “RS Urgente: a fome não espera” arrecada 60 mil cestas básicas

Nos vales do Taquari e do Rio Pardo, a 8ª Região Penitenciária recebeu mais de 2.500 cestas básicas


1
Foto: Divulgação

Cerca de 60 mil cestas básicas estão sendo distribuídas por uma ação da Secretaria da Administração Penitenciária (Seapen) e Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) no Rio Grande do Sul. A iniciativa faz parte da campanha “RS Urgente: a fome não espera”. As cestas básicas compostas por alimentos não perecíveis foram doadas pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias à Defesa Civil e serão utilizadas para amenizar as consequências da pandemia do coronavírus, em que muitos gaúchos encontram-se em extrema dificuldade econômica.

Nos vales do Taquari e do Rio Pardo, a 8ª Região Penitenciária recebeu mais de 2.500 cestas básicas e a distribuição está acontecendo ao longo do mês de julho. As cidades contempladas se dirigem até a 8ª Delegacia Penitenciária em Santa Cruz do Sul, através de suas prefeituras, para retirar as cestas e realizar a entrega para famílias em situação vulnerável nos municípios. Nos presídios as cestas são entregues de acordo com o familiar, o qual o apenado indicou. Esse familiar vai até as unidades prisionais buscar os alimentos.

As cidades contempladas são: Arroio do Meio, Arroio do Tigre, Bom Retiro do Sul, Cachoeira do Sul, Candelária, Encruzilhada do Sul, Amaral Ferrador, Sinimbu, Santa Cruz do Sul, Lajeado, Lagoão, Teutônia, Rio Pardo, Estrela, Pantano Grande, Pinhal Grande, Paverama, Sobradinho, Salto do Jacuí, Vale Verde, Venâncio Aires e Vera Cruz. AI/CC

1 comentário

  1. Que vergonha isso. E o trabalhador que ganha o salário dele contadinho e é honesto ganha o quê? Coisa sem fundamento isso.

    Porque vocês não investigam quem paga a quantidade absurda que entra de comida e bobagens para apenados comprado com dinheiro que não sei a procedência?Fica como sugestão. Conheço um mercado que manda uma van as terças e quintas cheias de sacolas com produtos para os presidiários. Cada presidiário gasta muito por semana. Eles compram desde salgadinhos, salsichas, chocolate em barra tipo cobertura, cigarro, kilos e kilos de carne. Sério. Não estou brincando. Fiquem na frente do presídio mais a tardinha e vocês vão ver com os próprios olhos. Cada compra é identificada na sacola tipo:Fulano de tal, cela tal, galeria tal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui