Campanha “Todos pela Lívia” alcança os R$ 9 milhões

Informação foi divulgada pela família no início da tarde desta quarta-feira (1º). Valor é necessário para custear o tratamento da menina Lívia Teles.


0
Foto: Divulgação

A campanha “Todos pela Lívia” chegou ao seu objetivo: a conquista dos R$ 9 milhões. O valor, inicialmente era necessário para custear o tratamento da menina Lívia Teles, moradora de Teutônia, que busca a cura para Atrofia Muscular Espinhal (AME). A informação foi divulgada pela família no início da tarde desta quarta-feira (1º). O dinheiro foi arrecadado através de inúmeras ações feitas por voluntários, amigos e familiares da menina.

A cada R$ 300 mil arrecadados a família colocou um aviãozinho no mapa que marca o caminho da cura (Foto: Reprodução)

A aplicação do remédio Zolgensma é feita nos EUA, por tanto o valor é cotado em dólar. Devido a alta da moeda, o medicamento pode custar até R$ 13 milhões. Por conta disso, na postagem a família diz que “ainda não é o fim da jornada, mas quase não dá para acreditar que chegamos à meta que estabelecemos lá no início”.

É importante que as pessoas continuem doando para que se tenha o valor realmente necessário para quitar a viagem da família e o tratamento. O texto segue dizendo que o “tão esperado momento chegou, o anúncio dos R$ 9 milhões”.

Através das páginas de Lívia Teles no Instagram e Facebook, os pais da menina comunicaram que às 19h30 está prevista uma transmissão ao vivo, com o nome #livedaLívia, com objetivo de dar mais informações a respeito da campanha. Eles finalizam o comunicado dizendo “gratidão é só o que podemos dizer nesse momento! Vocês são incríveis”.

Lívia foi diagnosticada aos quatro meses de vida com AME tipo 1. Médicos recomendam que ela faça o tratamento antes dos dois anos de idade, por tanto até outubro deste ano. Ela completa 1,9 meses no final de julho.

A campanha

A Campanha “Todos pela Lívia” mobilizou diversas ações na região e também em outras cidades do Estado do Rio Grande do Sul. Foram muitos eventos, ações entre amigos, brechós, venda de produtos e muitas outras iniciativas.

A proposta teve início, conforme a primeira postagem feita nas redes sociais da menina, no início do mês de dezembro de 2019. Desde então, foram 575 publicações divulgando ações em prol da campanha e também relatando o dia a dia da menina. Doações também foram feitas através do site vakinha online e via depósitos bancários.

 

Texto: Gabriela Hautrive
producao@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui