Canadá registra temperatura recorde de 46,6°C

No estado americano do Oregon, um evento classificatório de atletismo dos EUA para as Olimpíadas de Tóquio precisou ser interrompido


0
Foto: Reprodução

A pequena cidade de Lytton, na província canadense da Colúmbia Britânica, registrou neste domingo (27) um calor de 46,6°C. É a mais alta temperatura registrada na história do Canadá, segundo órgãos meteorológicos locais. Para se ter uma ideia, esse valor está acima do recorde histórico de calor no Brasil, que é 44,7°C. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), essa marca foi atingida em Bom Jesus do Piauí em novembro de 2005. O calor gerou transtornos como queda de energia, que deixou centenas sem luz na Colúmbia Britânica. Algumas escolas decidiram não abrir nesta semana. Autoridades estão em alerta para possíveis incêndios e internações por causa das altas temperaturas, que afetam principalmente idosos. Segundo a emissora CTV, na região de Vancouver, dezenas de pessoas foram deixadas do lado de fora de um posto de vacinação contra o coronavírus — em um calor de mais de 40°C — devido a uma mudança no local de aplicação dessas doses.

O noroeste dos Estados Unidos também registrou temperaturas recordes, e as as próprias autoridades meteorológicas reconhecem que desta vez o calor é “sem precedentes”, “anormal” e “perigoso”. Por causa dessa onda de calor, as provas desta tarde na seletiva americana do atletismo para os Jogos Olímpicos de Tóquio precisaram ser adiadas para o período da noite. O evento ocorre em Eugene, no Oregon, onde termômetros marcaram temperatura recorde na cidade: 43,3°C. Autoridades estão em alerta porque a previsão é de mais calor no oeste dos EUA nos próximos dias, inclusive em outros estados como Idaho. Há o temor de grandes incêndios florestais e internações de idosos afetados pelas temperaturas muito acima da normalidade. Semanas atrás, os termômetros na Califórnia bateram 54°C, em uma onda de calor também considerada preocupante.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui