Cancelamento da Semana Farroupilha agrava situação financeira do único CTG de Muçum

Medida foi tomada por conta da pandemia. Segundo o patrão, Claudiomiro Mulinari, evento garantia a renda anual para manutenção do Centro de Tradições Gaúchas Sentinela da Tradição.


0
Programação da Semana Farroupilha é a mais importante para entidade (Foto: Facebook / Divulgação)

A pandemia causada pelo novo coronavírus causou muitos impactos financeiros no Brasil e no mundo, com restrições ao comércio e cancelamentos de eventos por conta do distanciamento social. No Rio Grande do Sul, tradicionalmente nesta época do ano, os preparativos para as programações em alusão a Semana Farroupilha, comemorada entre os dias 14 e 20 de setembro, recebem ainda mais atenção. Porém, em 2020, em decorrência da pandemia, será diferente.


OUÇA A REPORTAGEM 


Tradicionalistas precisam encontrar alternativas para conseguir passar pelo mês mais importante para os gaúchos sem muitos prejuízos, em especial aos que cultivam a tradição diariamente e dependem da renda obtida nos eventos para manter suas entidades. No Vale do Taquari, uma das maiores programações durante a Semana Farroupilha acontece no município de Muçum. Nesta segunda-feira (10) a prefeitura cancelou as festividades em respeito as medidas de prevenção ao enfrentamento da Covid-19.

Sentinela da Tradição é o único Centro de Tradições Gaúchas do município (Foto: Facebook / Divulgação)

O patrão do CTG Sentinela da Tradição, único Centro de Tradições Gaúchas da cidade, Claudiomiro Mulinari, diz que a situação é muito preocupante, pois o espaço é mantido com a renda que arrecada durante a Semana Farroupilha. Em cerca de 30 anos de programação, esse é o terceiro cancelamento. Nas outras duas vezes, uma delas no ano passado (2019), o evento não foi realizado por falta de verba do Poder Executivo. “Estamos com o caixa quase zerado, então é uma perda muito grande. Por parte do poder público não temos nenhum recurso destinado para cultura gaúcha”, relata Mulinari.

Uma cavalgada, que aconteceria neste ano com participação do Sentinela da Tradição, também precisou ser cancelada. “Não está tendo evento nenhum, não tem os rodeios também e precisamos do MTG para essas liberações, está todo mundo com as mãos atadas”. Como a principal fonte de renda da entidade, a Semana Farroupilha representa muito para a manutenção do CTG. “É o que sustentava o nosso CTG em pé”. Apesar do momento difícil, Claudiomiro Mulinari afirma que o centro tradicionalista continuará em funcionamento. “Estamos em atividade há 50 anos e não é por falta de gente para tocar a entidade que vamos fechar as portas”.

Além da pandemia, a situação financeira também foi agravada pela enchente que atingiu o Vale do Taquari no mês de julho, com prejuízos estimados em R$ 10 milhões para o município. Segundo o patrão, devido a muitas famílias atingidas, a venda de cartões para um jantar no sistema “pague e leve”, precisou ser transferida. A ideia é que ele aconteça no mês de novembro para arrecadar valores e assim dar continuidade nas programações em 2021.

Comunicado de cancelamento

Em nota, a Administração Municipal de Muçum, através da Secretaria de Ação Social, Cultura, Turismo e Desporto, comunicou o cancelamento da Semana Farroupilha 2020. “

Entre as orientações dispostas em decreto estadual e municipal, que impedem a execução da mesma, está a proibição da realização de eventos com mais de trinta pessoas, bem como orientação para que se evite toda e qualquer aglomeração”, explicou.

O texto também ressalta que o poder executivo acredita que toda a população entenderá e/ou já estava ciente da não realização da Semana Farroupilha neste ano, por conta da pandemia. “Todavia, o comunicado vem para atender questionamentos de alguns munícipes”, completa.

A prefeitura ainda destaca que “como aconteceu no caso de outras realizações e poderá acontecer nas próximas, presentes no calendário de eventos do município, a impossibilidade de ocorrência é lamentada”. Porém, salienta que, diante do momento em que vivemos, “entende-se que não devemos cogitar a execução de qualquer atividade que cause concentração expressiva de pessoas”.

A nota é finalizada com agradecimento e pedido de cuidados: “desde já, é agradecida a compreensão de todos e pedido que as medidas de prevenção, tais como uso de máscara, o distanciamento social, a contínua higienização de mãos, entre outras, sigam sendo adotadas.

Texto: Gabriela Hautrive
producao@independente.com.br

Prefeitura de Muçum informou o cancelamento em uma nota publicada nas redes sociais nesta segunda-feira (10) (Foto: Divulgação / Prefeitura)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui