Candidato a vice-prefeito de Lajeado, Paulo Tóri defende assessor em Brasília para buscar recursos ao município

A chapa do MDB propõe a construção de quatro escolas municipais de educação infantil.


2
Paulo Tóri (Foto: Rodrigo Gallas)

O candidato a vice-prefeito na chapa com Marcia Scherer, Paulo Tóri (MDB), abriu nesta quarta-feira (28) a série de sabatinas com os candidatos à majoritária em Lajeado que a Rádio Independente promove dentro do programa Troca de Ideias, entre as 10h30 e 11h.

Atualmente vereador, Tóri foi secretário da Juventude, Esporte e Lazer no governo Luís Fernando Schmitt (PT), de 2013 e 2016. Ele defende que a administração tenha um assessor atuando em Brasília para pleitar recursos para o município.

“Acho que falta um pouco de empenho de, às vezes, ir a Brasilia ou, quem sabe, daqui a pouco, criar um escritório ou botar um assessor em Brasilia. Tem muito recurso, eu fui várias vezes a Brasília. Infelizmente, acabamos perdendo recursos porque não tem ninguém para ficar lá em cima e buscar recursos para o interior do Estado”, argumenta.

“Precisa ter, sim, um assessor”, afirma o candidato a vice do MDB. “Se depender de mim, e nós chegarmos lá, eu vou cobrar muito isso da nossa administração, para que ocorra, para que nós possamos buscar recursos em Brasília e podermos buscar recursos para Lajeado.”


ouça a entrevista

 


O postulante a vice-prefeito diz que será proposto a construção de lagoas de contenção em postos estratégicos para evitar e minimizar os danos causados pelas enchentes.

Tóri afirma que o principal problema em Lajeado, porém, é a necessidade de suprir as vagas em creches. A chapa do MDB propõe a construção de quatro escolas municipais de educação infantil. Questionado como tirar do papel essa promessa, e os locais onde seriam construídos as estruturas, o candidato é diz que ainda será feito um mapeamento.

“Essas quatro creches estão sendo mapeadas. Nós temos que discutir com a comunidade para ver o anseio da comunidade, onde é mais necessário, onde que temos a fragilidade e o maior número de procura de vagas. A gente vai sentar  com a comunidade. Não existe hoje uma demanda mais grande do que creches na cidade de Lajeado”, percebe.

Papel do vice

“O vice-prefeito tem que trabalhar, estar presente na prefeitura, em primeiro lugar, e conhecer os 28 bairros do município, porque Lajeado é uma cidade-polo, uma cidade linda, maravilhosa de se viver e precisa ter atenção. O que é a atenção do vice-prefeito? É ficar trabalhando na prefeitura, em tempo integral, para dar assistência e condições de trabalho para os funcionários públicos e Lajeado como um todo”, defende Paulo Tóri.

Paulo Tóri em sabatina na bancada da Rádio Independente (Foto: Rodrigo Gallas)

Perfil do candidato

Paulo Adriano da Silva, mais conhecido como Paulo Tóri, é natural de Lajeado. Cresceu no Bairro Morro 25, onde reside até hoje. Sua trajetória política iniciou em 1996, quando se elegeu vereador pelo PT. Em 2008, voltou a se eleger, então pelo PDT. Foi presidente da Câmara de Lajeado em 2011, e em 2016 foi eleito pela terceira vez, pelo PPL.

Na gestão de Luis Fernando Schmidt (PT), entre 2013 e 2016, Tóri exerceu o cargo de secretário da Juventude, Esporte e Lazer. Em 2018, concorreu a deputado federal pelo PPL. Com 4.448 votos, não conseguiu uma cadeira na Câmara dos Deputados.

A migração para o MDB ocorreu na janela partidária deste ano.

Calendário

Conforme sorteio realizado com os representantes das três chapas, a ordem das entrevistas na sabatina com candidatos de Lajeado ficou assim estabelecida:

Candidatos a vice-prefeito:

  • Quarta-feira (28/10): Paulo Tori (MDB)
  • Quinta-feira (29/10): Felipe Klaus (PSB)
  • Sexta-feira (30/10): Gláucia Schumacher (PP)

Candidatos a prefeito:

  • Quarta-feira (4/11): Daniel Fontana (PSB)
  • Quinta-feira (5/11): Márcia Scherer (MDB)
  • Sexta-feira (6/11): Marcelo Caumo (PP)

2 Comentários

  1. Não viaja Tóri !!!!! Já tem muita gente mamando nesta teta, e um dia o leite vai terminar. E os deputados que já estão lá com até 25 assessores cada. Podem contratar de 5 a 25, mas duvido que tem algum deles com menos de 25.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui