Caravana por #ReposiçãoJá do Cpers/Sindicato percorre o Vale do Taquari nesta sexta-feira

O sindicato está percorrendo o estado "denunciando o sucateamento das escolas gaúchas e mostrando a dura realidade dos professores que estão no chão da escola." A iniciativa objetiva ainda fortalecer a luta pela reposição salarial para toda a categoria


0
Eloede Conzatti, diretora do 8º do Núcleo Cpers (e); e Juçara borges, diretora do Cpers/Sindicato (Foto: Rodrigo Gallas)

A Caravana por #Reposiçãojá do Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers/Sindicato) está no Vale do Taquari. O sindicato está percorrendo o estado denunciando o sucateamento das escolas gaúchas e mostrando a dura realidade dos professores que estão no chão da escola. A iniciativa objetiva ainda fortalecer a luta pela reposição salarial para toda a categoria, explica a diretora do Cpers/Sindicato, Juçara borges, em entrevista à Rádio Independente na manhã desta sexta-feira (19).

Sem reajuste desde novembro de 2014, os profissionais da rede estadual amargam perdas que equivalem à redução de quase metade do salário. A significativa diminuição do poder aquisitivo é ainda mais grave quando se considera a alta nos preços de produtos e serviços essenciais, como gás de cozinha, luz e alimentos. Além da defasagem, os educadores perderam direitos, como a redução de adicionais e descontos.

A Caravana também atua na fiscalização da situação das escolas. Muitas não têm estrutura adequada nem profissionais suficientes para atender a todos os alunos de forma presencial. “Em Uruguaiana, há uma escola que está há um ano ser energia elétrica”, denuncia Juçara.

Segundo a diretora do 8º do Núcleo Cpers, Eloede Conzatti, no colégio Fernandes Vieira, de Lajeado, o assoalho das salas do primeiro piso têm buracos desde a enchente de agosto de 2020. Não há previsão para o conserto. Na Escola Estadual de Ensino Fundamental Carlos Fett Filho da Cohab de Moinhos os alunos tem aulas no CTG.

Devido ao ensino presencial obrigatório, o sindicato também cobra condições de segurança nas instituições de ensino, acesso à testagem gratuita e seguirá acompanhando os índices do quadro epidemiológico estadual para reivindicar a adoção de medidas sanitárias de abrangência regional ou estadual.

Calendário da Caravana:

19/11 | Sexta-feira

Santana do Livramento
Três Passos
Santa Cruz
Guaíba
Guaporé
Estrela
Taquara
Soledade

24/11 | Quarta-feira

Frederico Westphalen
São Borja
Cruz Alta
Bagé
Rio Grande
Porto Alegre
Osório

25/11 | Quinta-feira

Palmeira das Missões
São Luiz Gonzaga
Ijuí
São Gabriel
Pelotas
Porto Alegre
Osório

26/11 | Sexta-feira

Carazinho
Cerro Largo
Santo Ângelo
Cachoeira do Sul
Camaquã
Porto Alegre
Osório

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui