Carne vermelha: diminui depressão ou impacto a saúde mental?

Rafael Moreno Rafael Moreno fala sobre estudo que aborda o índice de depressão em pessoas que não consomem nenhum tipo de carne animal


0
Foto: Reprodução / Pexels

No quadro Direto Ao Ponto desta segunda-feira (20), o médico psiquiatra Rafael Moreno relacionou a tradição gaúcha do churrasco para falar de um estudo recente que aborda o índice de depressão em pessoas que não consomem nenhum tipo de carne animal pode apresentar uma piora do nosso quadro mental.

Salivar diante de um pedaço grande e suculento de carne vermelha pode não ser apenas um sinal para saciar a gula, mas também a mente. Consumir essa proteína pode diminuir alguns sintomas da depressão.


OUÇA O QUADRO 


É importante salientar, porém, que o  excesso de carne vermelha traz riscos para a saúde física .De acordo o  psiquiatra, os excessos sempre são prejudiciais não só para saúde mental mas principalmente para saúde física, que está totalmente interligada com o psicológico.

Rafael Moreno aponta que o momento de alimentação é algo primitivo do ser humano e que estimula a relação humana, sendo extremamente benéfica. “Ainda mais após tanto tempo isolados devido a pandemia”, diz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui