Casa do Morro: depois de 20 anos, patrimônio histórico de Cruzeiro do Sul é reaberto para visitação

Cerimônia oficial marcou a reinauguração da estrutura, que agora volta a integrar a seleção de pontos turísticos do Vale do Taquari


0
Cerimônia oficial marcou a reinauguração da estrutura, que agora volta a integrar a seleção de pontos turísticos do Vale do Taquari - Foto: Artur Dullius

O principal patrimônio histórico de Cruzeiro do Sul, a Casa do Morro, voltou a ser aberta para visitação nesta segunda-feira (22). A data também celebrou os 58 anos de emancipação do município. Durante a noite, uma cerimônia oficial marcou a reinauguração da estrutura, que agora volta a integrar a seleção de pontos turísticos do Vale do Taquari.

O ato contou com a presença de diversas autoridades regionais. Em sua fala, o promotor de Justiça Sérgio Diefenbach ressaltou o sentido da palavra comunidade que, segundo ele, é perceptível no município cruzeirense. O promotor destacou ainda a função constitucional do Ministério Público de provocar a proteção do patrimônio histórico.

“Nós temos essa missão pois o patrimônio histórico é de todos. Ele cruza gerações e entrelaça a história das pessoas. Inclusive a minha, quando 15 anos atrás aportei nesta região e este foi o primeiro ponto que me apresentaram. Logo me disseram que lá em cima estava o lugar mais bonito do Vale do Taquari e este lugar era a Casa do Morro”, lembra.

Prefeito, João Dullius, e o vice, Monga – Foto: Artur Dullius

Já o prefeito de Cruzeiro do Sul, João Dullius, afirmou que o comprometimento, o estímulo e o amor foram fundamentais na realização do que ele definiu como um grande sonho. “Este local já foi abrigo de soldados da Revolução Farroupilha, imaginadas assombrações, de um restaurante, de museu, de biblioteca e tristemente vandalizada e abandonada”, destacou.

Dullius, disse ainda que as homenagens do dia devem se estender também a todos os antepassados que tanto sonhavam e pela revitalização da casa. “Neste momento de muito orgulho, entrego à vocês cruzeirenses e visitantes o nosso patrimônio histórico, o nosso maior orgulho, a nossa Casa do Morro”, afirmou.

Na sequência, o prefeito ainda puxou um canto de parabéns em homenagem ao aniversário do município. Ao final, a queima de fogos encerrou a programação no dia. O acionamento do show pirotécnico aconteceu junto ao Parque Poliesportivo, sendo visualizado por aqueles que se encontravam na Casa do Morro.

Cerimônia oficial marcou a reinauguração da estrutura, que agora volta a integrar a seleção de pontos turísticos do Vale do Taquari – Foto: Artur Dullius

O processo de recuperação
Propriedade do município, a Casa do Morro estava fechada desde 2001. Em 2006, ela foi tombada como patrimônio histórico de Cruzeiro do Sul, o que garante a manutenção das características originais da arquitetura.

As obras para a recuperação da estrutura iniciaram em 2014, quando parte do telhado desmoronou. Na ocasião, os trabalhos foram interrompidos em função do alto custo das melhorias.

Neste ano, a Administração Municipal deu prioridade ao processo de revitalização do patrimônio cruzeirense. As equipes iniciaram os trabalhos no local no dia 5 de julho de 2021. Durante o período, foram restauradas as aberturas do imóvel, realizada a troca do piso e reformada a área externa localizada em frente ao imóvel.

A história da casa
Construída entre 1873 e 1878, a Casa do Morro pertenceu à família Azambuja, que fez parte da elite do Vale do Taquari durante o século XIX. A estrutura chama a atenção por sua arquitetura imponente e pela sua localização: no alto do morro da antiga Fazenda São Gabriel. Em 1969, o monumento histórico foi eleito símbolo do município. Atualmente ela ocupa lugar de destaque no brasão municipal.

Texto: Artur Dullius
reporter@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui