CCR estima prazo de um ano e gasto de R$ 250 milhões para recuperar rodovias atingidas no RS

Confira os destaques do Correspondente das 8h


0
Trecho da BR-386 em Pouso Novo foi danificado pelas chuvas (Foto: Alício de Assunção)

O Grupo CCR calcula que precisará investir R$ 250 milhões para recuperar as rodovias afetadas pelas chuvas no Rio Grande do Sul. As obras serão executadas nas BRs 386, 290 e 448, administradas pela CCR ViaSul. A estimativa é de que os trabalhos se estendam até o início do segundo semestre de 2025. Entre as três rodovias administradas pela CCR, a mais afetada foi a BR-386, conhecida como Rodovia da Produção, uma das vias mais importantes do Estado, já que conecta a capital Porto Alegre ao interior gaúcho. A estrada registrou mais de 100 pontos de desabamento de taludes, dos quais 20 foram classificados como críticos. Também na BR-386, outro dano severo se deu sobre a ponte do Rio Taquari. Fonte: IstoÉ

EUA registram 4º caso humano de gripe aviária ligado a epidemia em bovinos

Uma quarta pessoa, desta vez no estado central do Colorado, se contagiou com a gripe aviária nos Estado Unidos, um caso relacionado com uma epidemia do vírus que se propaga no gado bovino, anunciaram autoridades sanitárias nesta quarta-feira (3).
No entanto, o risco para a população dos Estados Unidos segue sendo “baixo”, de acordo com os Centros de Prevenção e Controle de Doenças (CDC).
Como em casos anteriores, a pessoa contaminada trabalha em uma fazenda e, portanto, foi exposta a vacas infectadas, informaram os CDC em um comunicado. Fonte: GaúchaZH

162 prefeituras do RS ainda não cadastraram famílias para receber Auxílio Reconstrução

O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) informa que, até a tarde de terça-feira, 2, 162 prefeituras do Rio Grande do Sul ainda não cadastraram famílias desabrigadas ou desalojadas pelas enchentes, para receberem o Auxílio Reconstrução do governo federal. Este cadastramento feito pelas prefeituras é o primeiro passo para solicitar o benefício de R$ 5,1 mil, em parcela única, para ajudar os moradores na recuperação de bens perdidos no desastre climático. O poder público municipal deve cadastrar pelo site oficial os dados das famílias residentes em áreas efetivamente atingidas pelas enchentes, que abandonaram suas casas, de forma temporária ou definitiva. Fonte: Agência Brasil

Bandeira amarela é acionada após mais de 2 anos, e conta de luz terá taxa extra em julho

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou o acionamento da bandeira tarifária amarela no mês de julho, pela primeira vez desde abril de 2022. O sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado mostrou que o setor elétrico já estava trabalhando com a probabilidade do acionamento da bandeira amarela no curto prazo. A revisão vale para os consumidores de energia do Sistema Interligado Nacional, com custo adicional na conta de luz. Fonte: Estadão

Argentina: Milei quer redução da maioridade penal para 13 anos

O presidente da Argentina, Javier Milei, enviou um projeto para reduzir a maioridade penal no país para 13 anos. O texto foi enviado em regime de urgência e já está em discussão no Congresso argentino. A proposta prevê que menores entre 13 e 18 serão destinados a prisões especiais, uma espécie de Fundação Casa. Os pais do infrator serão notificados, mas não responderão pelo adolescente. As penas, segundo o projeto, podem chegar até 6 anos de prisão em casos graves. Em caso de morte ou violência grave, as penas podem atingir 20 anos de prisão. Fonte: IstoÉ

Cobrança de contas de luz é suspensa por até 90 dias no RS

As concessionárias de energia CEEE Equatorial e RGE Sul firmaram um acordo com o Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) para suspender as ações de cobrança de contas de luz por até 90 dias, beneficiando consumidores afetados pelas enchentes de maio. A medida também interrompe os cortes por inadimplência e a negativação de consumidores. O acordo prevê a suspensão das cobranças, inclusive para aqueles que optaram pelo parcelamento ativo. Os consumidores em geral terão um mês de “trégua”, enquanto os residentes em cidades com situação de calamidade reconhecida oficialmente terão três meses. Durante este período, não haverá incidência de juros, multas ou correção monetária.

Governo Federal anuncia Plano Safra de R$ 400 bilhões

O governo federal lançou na tarde desta quarta-feira (3) o Plano Safra para o agronegócio, com R$ 400 bilhões em crédito. Somando o valor anunciado à cifra voltada à agricultura familiar, a gestão federal totaliza R$ 476 bilhões em recursos para a safra 2024-2025. O agro ainda poderá contar com R$ 108 bilhões em recursos de Letras de Crédito do Agronegócio, para emissões de Cédulas do Produto Rural que serão complementares aos incentivos do novo Plano Safra. Assim, os empresários terão à disposição R$ 508 bilhões.

Mega-Sena pode pagar R$ 170 milhões nesta quinta-feira

O concurso da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 170 milhões para os acertadores das seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h desta quinta-feira (4), em São Paulo. Caso tenha vencedor, este será o segundo maior prêmio pago em 2024 – atrás apenas dos R$ 206 milhões sorteados em 5 de março. Na ocasião, um bolão feito em Goiânia levou a cifra. No último concurso, realizado na terça-feira (2), ninguém ganhou o prêmio máximo. A aposta mínima para a Mega-Sena custa R$ 5 e pode ser realizada também pela internet, até as 19h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui