Centenas de crateras surgem em vila após terremoto que matou 5

Fenômeno natural impactou diretamente a vida de 116 mil pessoas. Mais de 35 mil casas foram danificadas


0
Uma das crateras que vem assolando a população de Mecencani (Foto: Reprodução/YouTube/AFP)

Os habitantes da vila Mecencani, na Croácia, estão tendo que deixar suas casas, uma vez em que centenas de crateras misteriosas começaram a surgir na região após um terremoto de 6,4 pontos na escala Richter, ocorrido no dia 29 de dezembro do ano passado.

Dez dias após o desastre natural, 15 buracos já haviam sido abertos na aldeia e mais 15 em suas proximidades. Nas semanas seguintes, o número de crateras abertas continuou a subir e rapidamente ultrapassou a marca de uma centena.

Como as crateras apareceram em um ritmo surpreendentemente desenfreado, cientistas nem mesmo tiveram a chance de avaliar a situação. Especialistas da Faculdade de Minas, Geologia e Engenharia de Petróleo de Zagreb, capital da Croácia, tentaram fazer recomendações, mas, como há vidas envolvidas na “equação”, fica difícil traçar estratégias.

“Hoje é um número muito grande [de crateras], que continua a aumentar, e temos absolutamente que encontrar uma solução para que as vidas dos habitantes não sejam ameaçadas”, disse Tomo Medved, chefe do grupo de trabalho responsável pelas consequências do terremoto, ao site The New Daily.

Muitas das crateras estão aparecendo nas imediações das casas na vila e, como alguns tremores secundários ainda estão sendo registrados na área afetada pelo terremoto, mais buracos podem aparecer. Preencher as crateras já existentes não parece ser uma solução viável, e por isso alojamentos em contêineres estão sendo providenciados para aqueles que aceitarem deixar suas casas.

Além da vila de Mecencani as cidades de Petrinja, Sisak e Glina foram afetadas pelo terremoto, que impactou diretamente a vida de 116 mil pessoas. Mais de 35 mil casas foram danificadas pelo fenômeno natural, que provocou cinco mortes.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui