Centenas de pessoas acompanham celebração aos finados e ao centenário do cemitério de Bela Vista, em Arroio do Meio

Paróquia montou espaço para homenagear pessoas que morreram durante o último ano


0
Centenas de pessoas acompanharam a programação e visitaram os túmulos de entes queridos (Foto: Artur Dullius)

Diversos moradores da região dedicaram o feriado de Finados, neste dia 2 de novembro, para relembrar dos entes queridos que já morreram. Durante a manhã, celebrações ocorreram em diferentes cidades do Vale do Taquari. Em Arroio do Meio, no Bairro Bela Vista, a Paróquia também realizou uma cerimônia em alusão aos 100 anos de existência do Cemitério Católico, criado em 1921.

Conforme o padre Alfonso Antoni, da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a primeira pessoa sepultada no local foi Johannes Bruxel, em 20 de janeiro de 1921. Antes disso, os enterros eram realizados no cemitério situado nas proximidades onde hoje está o trevo de acesso à cidade, que foi criado em 1886, há 135 anos.

“Para a comunidade de Arroio do Meio este cemitério é muito importante. A população tem um zelo muito grande por este espaço. As famílias cuidam das sepulturas. Neste ano também temos investido no projeto de construção das gavetas e no processo de humanização, para que este seja um espaço acolhedor”, relembra.

Em meio as centenas de pessoas que acompanharam a programação, um espaço foi montado para homenagear aqueles que perderam a vida nos últimos 12 meses. No caminho até o local em que ocorreu a celebração, duas fileiras com velas indicavam o nome das 121 pessoas que foram enterradas nos cemitérios católicos do município desde novembro de 2020.

No caminho até o local em que ocorreu a celebração, duas fileiras com velas indicavam o nome das 121 pessoas que perderam a vida nos últimos 12 meses

“É um dia muito especial. Dia para a gente recordar dos nossos falecidos. Um dia de memória e saudade. De guardarmos com carinho a lembrança dessas pessoas e tudo que elas significaram para nós. Mas, acima de tudo, também é dia de agradecer e de esperança, pois nós cristãos acreditamos que a vida não termina aqui no cemitério”, relata.

A Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi fundada em 1916, há 105 anos. Antes disso, o primeiro cemitério de Arroio do Meio era administrado pela Paróquia Santo Inácio, de Lajeado, fundada em 1881.

Texto: Artur Dullius
reporter@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui