Cerca de 1,3 mil pessoas ainda estão presas em teatro de Mariupol

O local que foi bombardeado esta semana servia de abrigo para pessoas da cidade


0
Teatro foi destruído após ataque russo em Mariupol, na Ucrânia (Foto: Serviço de Imprensa da Administração Civil-Militar Regional de Donetsk/Divulgação via Reuters)

Cerca de 1,3 mil pessoas continuam presas nos subterrâneos do teatro de Mariupol, no sudeste da Ucrânia, destruído por um bombardeio na última quarta-feira (16).

A cidade está sitiada por forças russas e da autoproclamada república de Donetsk há cerca de três semanas, e centenas de pessoas estavam escondidas nos porões do teatro para se proteger dos ataques.

Segundo autoridades ucranianas citadas pela BBC, 130 pessoas já foram resgatadas, mas esse número representa apenas “um décimo” do total de indivíduos ainda presos nos subterrâneos do teatro.

O governo italiano já se ofereceu para ajudar na reconstrução do teatro “o quanto antes”, mas Mariupol, cidade estratégica localizada às margens do Mar de Azov, continua cercada.

Acusada por Kiev, a Rússia culpa a milícia neonazista Batalhão de Azov pelo bombardeio, embora tenha o domínio de praticamente todo o espaço aéreo ucraniano.

Estima-se que mais de 20 mil pessoas já tenham morrido em Mariupol, que tinha cerca de 450 mil habitantes até o início da guerra.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui