Cerca de 60 mil animais deverão ser vacinados contra febre aftosa na área de abrangência da Inspetoria de Lajeado

Campanha iniciou nesta segunda-feira (1º) e segue até o dia 31 de maio.


0
Foto: Fernando Dias/Divulgação

A campanha de vacinação contra a febre aftosa iniciou nesta segunda-feira (1º) no Rio Grande do Sul. A expectativa é imunizar cerca de 60 mil animais nos oito municípios abrangidos pela Inspetoria de Defesa Agropecuária de Lajeado.

Conforme o técnico agrícola Márcio Delavechia, não haverá o fornecimento de doses gratuitas neste ano. “Nesta campanha o produtor não terá a vacina doada pelo Estado e ele deverá adquiri-lá junto a uma casa agropecuária credenciada, para posterior comprovação junto a inspetoria”, informa.

O produtor tem até o dia 31 de maio para fazer a compra das doses e até o dia 6 de junho para apresentar as notas junto a inspetoria. Delavechia destaca que quem não realizar os procedimentos estará sujeito a multa.

“A vacina ainda é obrigatária para todos os animais. São duas campanhas por ano. Esta de maio, que contempla todos os animais, e uma em novembro voltada para o rebanho até dois anos de idade”, relata.

Técnico agrícola da Inspetoria de Defesa Agropecuária de Lajeado Márcio Delavechia. (Foto: Nícolas Horn)

O técnico agrícola observa que os produtores ainda têm a opção de adquirir a vacina de forma conjunta. “O produtor pode adquirir a vacina com outros, desde que contenha o nome deles na nota fiscal da vacina. Não precisam todos os produtores apresentar a nota, pode ser um único que traga todos os dados corretos”, comenta.

A Inspetoria de Defesa Agropecuária de Lajeado atende os municípios de Lajeado, Forquetinha, Santa Clara do Sul, Sério, Boqueirão do Leão, Cruzeiro do Sul, Progresso, Marques de Souza e Canudos do Vale.


ouça a reportagem

 


A vacinação protege os animais contra a doença e garante que o estado permaneça como área livre para febre aftosa, informou a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação. O último caso registrado no Rio Grande do Sul foi em 2001. Mais informações podem ser obtidas junto a inspetoria pelo telefone (51) 3714-3880. NH

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui