China ameaça impor pena de morte para separatistas de Taiwan

Novas regras prometem punir 'crimes de secessão' por parte de taiwaneses; Pequim considera a ilha de governo democrático como parte de seu território


0
Foto: Reprodução

A China anunciou nesta sexta-feira (21) novas regras que ameaçam impor a pena de morte em casos extremos para pessoas que defendem a independência de Taiwan. A ilha no Pacífico tem um regime democrático autônomo, mas é considerada por Pequim como parte do seu território, e não é reconhecida como país soberano internacionalmente.

As diretrizes estabelecem novas definições para os crimes e suas punições com base nas leis já existentes do país, incluindo a de 2005 contra a independência. Esse regramento permite que a China realize uma ação militar caso Taiwan declare emancipação ou pareça estar prestes a fazer isso.

As mudanças impõem que tribunais, promotores, órgãos públicos e de segurança chineses punam severamente os separatistas. Segundo o funcionário do Ministério da Segurança Pública da China, Sun Ping, a pena máxima para o “crime de secessão” será a pena de morte.

Fonte: Veja

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui