China fecha 2020 com crescimento de 2,3% do PIB, mas desempenho é o mais fraco em 44 anos

Economia da China ganhou velocidade no quarto trimestre e país foi a única grande economia do mundo a evitar contração no ano passado.


0
Foto: Divulgação

Com um crescimento superando as expectativas no quarto trimestre, a economia da China encerrou 2020 com alta de 2,3% no seu produto interno bruto (PIB). Apesar de positivo, o crescimento ficou bem abaixo do avanço de 6,1% registrado em 2019 e foi o mais fraco desde 1976, último ano da Revolução Cultural comunista de uma década.

Em 2020, os chineses foram os únicos entre as maiores economias do mundo que conseguiram evitar uma retração em ano de pandemia. O Banco Mundial estima um tombo da 4,3% na economia global no ano passado. Já para este ano a projeção é de uma alta de 7,9% do PIB da China e 4% na economia global.

As fortes medidas de contenção do governo chinês, que é uma ditadura comunista, permitiram ao país conter o surto de Covid-19 mais rápido do que a maioria dos países. E os estímulos do governo e a aceleração da produção nas fábricas para fornecer produtos a muitos países ajudaram na reação.

Esses aspectos foram fundamentais para que a economia local se recuperasse da queda de 6,8% nos três primeiros meses de 2020, quando o surto de Covid-19 na cidade de Wuhan se tornou uma epidemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui