Cidade do México vai colocar imagem de mulher indígena em local onde havia estátua de Cristóvão Colombo

Prefeita anunciou que a nova estátua será de uma mulher indígena da época anterior à chegada dos europeus na região


0
Imagem provisória, colocada por ativistas, em pedestal onde ficava imagem de Cristóvao Colombo na Cidade do México (Foto: Pedro Pardo / AFP)

A prefeita da Cidade do México, Claudia Sheinbaum, afirmou na terça-feira (12) que o pedestal onde ficava uma estátua de Cristóvão Colombo na principal praça da cidade vai receber uma imagem de uma mulher indígena da época anterior à chegada dos europeus.

A nova estátua vai representar a luta das mulheres, particularmente das indígenas, na história do México”, ela disse em uma entrevista coletiva.

A estátua de Colombo era do começo do século 20. A peça ficava no Paseo de la Reforma, uma das avenidas mais importantes da Cidade do México, que foi planejada e construída pelo Imperador Maximiliano de Habsburgo, no século 19.

Depois de uma guerra sangrenta entre liberais e conservadores, Maximiliano foi fuzilado, a República foi restabelecida e o Paseo Imperial foi rebatizado de Paseo de la Reforma e, ao longo dessa avenida, foram colocadas estátuas dos liberais que lutaram contra o imperador austríaco, que era um monarca convidado pelos conservadores para governar o México.

As grandes marchas e manifestações na capital mexicana sempre tiveram uma parada estratégica para desfigurar e atacar a estátua de Colombo, principalmente quando se trata de mobilizações indígenas e camponesas.

O gesto de erguer a estátua de uma mulher indígena na Glorieta de Colón é simbólico: o governo de Andrés Manuel López Obrador é um adversário dos conservadores mexicanos.

Além disso, em agosto passado o México fez questão de lembrar os 500 anos da queda de Tenochtitlán, a capital do império asteca nas mãos dos conquistadores espanhóis.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui