Cidade italiana na Sicília vende casas pelo valor simbólico de 1 euro

Projeto faz parte do plano de reabitar o vilarejo


0
Castiglione di Sicilia está oferecendo casas abandonadas pelo preço de um café (Foto: Reprodução/Borghi Più Bella d'Italia)

Mesmo com a pandemia de covid-19, uma coisa permanece constante no mundo das viagens: casas pelo valor simbólico de um euro na Itália, como forma de revitalizar algumas cidades pouco habitadas. A cidade siciliana Castiglioni di Sicilia, localizada nas encostas do Monte Etna — perto da chique Taormina e das praias da costa leste da Sicília — está oferecendo cerca de 900 casas abandonadas pelo preço de um café, segundo a “CNN”.

A maioria está localizada nas partes mais antigas da cidade. Metade está arruinada e será vendida por um euro, cerca de R$ 6,59. O restante está em melhores condições e será vendido por um preço baixo, de 4.000 euros a 5.000 euros, faixa que corresponde de R$ 26.344 a R$ 32.930 aproximadamente. Os compradores devem se comprometer a concluir reformas em três anos.

Porém, ao contrário da maioria dos outros esquemas de casas a um euro na Itália, não é necessário realizar um depósito para garantir a execução das obras. Em vez disso, a exigência é de que os proprietários assinem uma apólice de seguro com algum banco no valor de 4.000 euros (R$ 26.344).

O projeto faz parte do plano do prefeito Antonio Camarda de reabitar o vilarejo, onde a população diminuiu de 14 mil pessoas no início de 1900 para apenas 3.000 atualmente. Os impostos locais são baixos na Sicília em comparação com o resto da Itália. Os compradores também podem aproveitar as vantagens do esquema “superbonus” do governo italiano, que concede créditos fiscais de 110% para reformas que tornam as casas mais ecológicas.

Sobre a cidade

Castiglione é apelidada de “cidade do vinho”, e uma enorme escultura de um barril e uma taça de vinho fica na entrada da vila. Entre as atrações turísticas, destaca-se a rota do vinho Etna, com visitas guiadas.

Etna é o maior vulcão ativo da Europa e o território apresenta cavernas de lava, florestas de pinheiros e antigos fluxos de lava. Caminhadas no rio, rafting, canyoning, ciclismo, passeios a cavalo e trilhas de caminhada nórdica fazem parte das atrações, e suas colinas com cor de lava escura estão cercadas por fortalezas gregas em ruínas e capelas bizantinas com túneis secretos.

Castiglione faz parte da I Borghi Più Belli d’Italia, uma associação de algumas das cidades históricas mais bonitas da Itália. Estradas e paredes são feitas de paralelepípedos de rocha de lava escura, enquanto mansões aristocráticas compõem o ambiente ao lado de habitações humildes.

Diz-se que Castiglione di Sicilia foi fundada sobre as cinzas de assentamentos pré-históricos em 403 aC por refugiados de um local à beira-mar de Naxos, perto da moderna Taormina, quando foi conquistada por um tirano.

Seu nome deriva de “Castelo dos Leões”, e o brasão de Castiglione ainda apresenta dois leões montando guarda. Durante séculos, foi um feudo vibrante e poderoso e um dos postos avançados estratégicos e mais prósperos da Sicília.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui