Cidades gaúchas na fronteira com Argentina e Uruguai têm monitoramento reforçado contra novas variantes do coronavírus

Prioridade é reforçar a prevenção do ingresso das novas variante


0
Foto: Governo / Divulgação

Por meio de nota divulgada nesta quarta-feira (26), a Secretaria Estadual da Saúde (SES) reiterou as medidas de monitoramento da covid em cidades localizadas na fronteira do Rio Grande do Sul com Argentina e Uruguai.

A prioridade é reforçar a prevenção do ingresso das novas variantes do coronavírus – em especial a indiana, já constatada em território argentino. De acordo com o governo gaúcho, o reforço nas ações se justifica pelo fato de tratar-se do Estado brasileiro com o maior número de municípios na faixa-limite com outros países. São 13 arranjos fronteiriços, ou seja, agrupamentos de dois ou mais municípios com forte circulação e integração populacional, por motivos como trabalho, estudo ou comércio.

Em algumas cidades gaúchas da região essa característica se acentua por causa da continuidade entre áreas urbanas, sem pontes ou outras formas de divisa similares. É o caso de Santana do Livramento, que tem como “coirmã” a uruguaia Rivera e um fluxo intenso de um lado para outro, separadas apenas por uma rua.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui