Cientista brasileiro descobre na Antártida bactérias que podem ajudar na luta contra o câncer


0
Pesquisador brasileiro viajou a Antártida para colher bactérias que produzem compostos capazes de inibir o desenvolvimento de um tipo de câncer. (Foto: Reprodução)

A vastidão gelada da Antártida é uma região propícia para o surgimento e a evolução de espécies únicas e descoberta de novas substâncias, que podem dar origem a novas drogas para o tratamento de várias doenças, entre elas o câncer.

Foi justamente o que descobriu o pesquisador Leonardo José Silva, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba, ao estudar bactérias que vivem na gramínea Deschampsia antarctica, que só existe na Antártida.

Ela constatou que várias delas produzem compostos capazes de inibir o desenvolvimento do glioma (um tipo de câncer que ocorre no cérebro e na medula espinhal), tumores na mama e no pulmão. A pesquisa toda foi realizada entre fevereiro de 2014 e julho de 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui