Cirurgias oftalmológicas pautam reunião da Câmara Setorial de Saúde do Consisa

Com isso, será possível reduzir a fila de espera por cirurgias oftalmológicas


0

A Câmara Setorial de Saúde do Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Taquari (Consisa) esteve reunida na manhã desta sexta-feira (3) na sede da entidade, ocasião em que, dentre outros assuntos, foi apresentada a portaria publicada pelo Governo do Estado e que contempla três casas de saúde da região com recursos do programa Cirurgia +. Com isso, será possível reduzir a fila de espera por cirurgias oftalmológicas, foco do encontro das 12 secretarias de Saúde que compõem a Câmara Setorial.

A Portaria SES nº 292/2022 habilita os hospitais prestadores de serviços SUS ao recebimento dos recursos financeiros do Cirurgia+ e estabelece os quantitativos de cirurgias e consultas por prestador, de acordo com a sua capacidade instalada. Foram contemplados os Hospitais Santa Terezinha (Encantado), São José (Taquari) e Marques de Souza.

A principal pauta foi as cotas para as cirurgias oftalmológicas no hospital de Encantado, por meio do Centro Regional de Oftalmologia, que é credenciado nesta especialidade no Consisa. A casa de saúde foi contemplada com recursos para a realização de 1.000 cirurgias e 700 consultas na área da oftalmologia. Os municípios da região terão direito a uma cota de cirurgias proporcional à sua demanda, mas que reduzirá consideravelmente a fila de espera.

No momento, 1.946 pacientes do Vale do Taquari aguardam a realização de cirurgias oftalmológicas, especialmente de catarata. “Os procedimentos pelo Cirurgia+ serão realizados de junho até janeiro, reduzindo a fila de espera e oportunizando mais qualidade de vida para as pessoas que aguardam há tempo por este momento”, pontua o presidente do Consisa e prefeito de Itapuca, Marcos José Scorsatto.

Durante a reunião, as secretarias de Saúde que compõem a Câmara Setorial foram informadas, em primeira mão, de que, nos próximos dias, o CONSISA realizará processo licitatório para a contratação de empresa para disponibilizar profissionais de diversas especialidades nas áreas da saúde e assistência social. Com isso, os municípios associados poderão aderir à ata e contratar estes profissionais para atuar nas unidades de saúde.

As secretarias de Saúde serão informadas sobre o processo licitatório nos próximos dias e deverão informar uma previsão de quantos profissionais o município projeta contratar. “É de suma importância que os municípios prevejam os quantitativos de profissionais, mesmo que posteriormente não contratem o quantitativo previsto. Se não houver uma previsão deste quantitativo, não será possível fazer a contratação por meio da adesão a essa ata”, advertiu o secretário-executivo do CONSISA, Nilton Rolante.

Também estiveram em pauta outros assuntos, que devem ser aprofundados no próximo encontro da Câmara Setorial. Dentre eles está a revisão dos valores pagos por consulta com especialistas, atendendo a um anseio destes profissionais. AI/VM


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui