Classe contábil: Sincovat retoma cursos e seminário em 2022, e Aescon busca se aproximar da comunidade

A cerimônia conjunta para a posse dos eleitos para a gestão 2022/2023 ocorreu na sexta-feira (10)


0
Presidentes da Aescon, Dani José Petry, e do Sincovat, Noeli Teresinha Kuhn (Foto: Simone Rockenbach / Divulgação)

Eleitos para a gestão 2022/2023, os contadores Noeli Teresinha Kuhn e Dani José Petry foram empossados presidentes do Sindicato dos Contadores e Técnicos em Contabilidade do Vale do Taquari (Sincovat) e da Associação das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Vale do Taquari (Aescon), respectivamente. A cerimônia conjunta ocorreu na sexta-feira (10), na sede das entidades, na presença de associados, autoridades e imprensa, em Lajeado.


ouça a entrevista

 


As duas gestões terão sequência. O Sincovat tem 47 anos e representa 44 municípios e 1,3 mil profissionais liberais na região. Já a Aescon representa as empresas. Porém, Petry explica que a associação dará lugar ao Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (Sescon-VT). A proposta é aproximar as entidades da comunidade regional.

Noeli destaca que, para o próximo ano, o Sincovat deve retomar os cursos presenciais para os contadores. Ela também conta que em 2020 terá nova edição do Seminário do Sincovat. O evento está programado para 22 de setembro, o Dia do Contador, na Univates.

Petry fala das dificuldades para a classe, para os empresários e para a população em geral. Conforme ele, em função das incertezas legislativas e regulatórias, os contadores têm que estar em constante atualização. A incerteza também dificulta planejamentos de longo prazo.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui