Clínica de Lajeado fará vermifugação gratuita em animais no próximo sábado

Ação acontece a partir das 9h no Parque Professor Theobaldo Dick para cães sadios e acompanhados de seus tutores


0
Aplicação será feita para todos os animais levados até o local (Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação)

Conhecidos como medicamentos comuns para combater vermes e parasitas, os vermífugos são aplicados em pets para evitar que eles se alojem no organismo dos animais. Pensando nisso, a Clínica Veterinária e Pet Shop Amigo Bicho, de Lajeado, irá disponibilizar de forma gratuita vermífugos para cães no próximo sábado (21) no Parque Professor Theobaldo Dick, a partir das 9h.

Conforme a proprietária da clínica, veterinária Amanda Priebe de Almeida, foi feito contato com os laboratórios que fornecem os medicamentos para as agropecuárias e clínicas, e surgiu a ideia de incentivar as pessoas, para que elas entendam que os animais precisam desse cuidado periódico.


OUÇA  A REPORTAGEM 


Veterinária Amanda Priebe de Almeida (Foto: Gabriela Hautrive)

Segundo a veterinária, o vermífugo deve ser dado a cada quatro ou seis meses, dependendo do estilo de vida do animal. “Mas de qualquer forma, os parasitas intestinais dos animais, eles podem causar doenças nas pessoas. Hoje em dia a gente tem uma relação muito próxima dos animais com as pessoas, no sentido de beijar, dormir na cama, então a vermifugação também evita essas zoonoses, que são doenças que os animaizinhos podem passar para os seus tutores”, relata.

Além disso, a profissional cita os vários benefícios que a vermifugação possibilita. “Saúde do animalzinho, do tutor, e também até pra fazer a vacina, porque sabemos que a resposta vacinal, da vacina anual por exemplo, que todo o animal precisa fazer, ela também depende muito do paciente estar com a saúde geral em dia, então as vezes as pessoas chegam para vacinar, mas o vermifugo não substitui a vacina, e a vacina não substitui o vermifugo, ele é o primeiro passo para entendermos a saúde geral do paciente”, explica.

No próximo sábado, os tutores que levarem seus animais no evento vão receber uma dose do medicamento na hora e ganhar a segunda dose para aplicação após 15 dias. “A gente vai vermifugar animais 100% sadios, não pode ter nenhuma doença, não pode apresentar nenhum sinal clínico de vômito ou diarreia, tem que estar acompanhado de um tutor mair de idade, levar carteirinha de vacinação de preferência e se conseguir pesar o animal antes também bacana, mas teremos uma balança no local para facilitar a administração dos comprimidos”, ressalta.

Serão três veterinários no local, que ficarão a disposição das pessoas e seus pets até terminar o estoque dos medicamentos, podendo atender até 1,4 mil kg, dependendo do peso de cada animal. “Vamos usar dois tipos de vermífugos, de dois laboratórios diferentes e serão 35 caixas, sendo que cada caixinha vermífuga 40kg, dependendo do porte do animal que vai ir, então não sabemos dizer quantos animais exatos vamos aplicar, mas como vamos dar a primeira e a segunda, o bom que todo mundo chegue cedo para garantir a sua dose”, pondera a veterinária.

Em caso de chuva, o evento será transferido para o sábado seguinte, dia 28 de maio. Serão atendidas as pessoas tanto em drive-thru, como aqueles que chegarem a pé com seus animais. Na entrada também haverá um cartaz com as recomendações indicadas para aplicação, como atendimento apenas para animais que estiverem no local, se possível com carteira de vacinação, pesagem feita, entre outras informações.

Na entrada também haverá um cartaz com as recomendações indicadas para aplicação (Foto: Gabriela Hautrive)

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui