Governo do RS descarta qualquer retorno presencial às escolas devido ao agravamento da pandemia

O governo inicia nesta quinta-feira uma consulta pública.


0
Foto:Divulgação

O governo do Rio Grande do Sul não trabalha com nenhuma previsão de retorno presencial às escolas. A nova posição foi anunciada pelo governador Eduardo Leite em videoconferência nesta quinta-feira. De acordo com Leite, a complexidade do cenário epidemiológico no Estado, com atualmente 636 mortes por coronavírus e 28,1 mil casos confirmados de Covid-19, “suspende qualquer discussão sobre retornos”.

Na semana passada, o governador chegou a afirmar que a volta ao calendário de ensino presencial deveria ocorrer no mês de agosto. Enquanto isso, estudantes da rede de ensino pública e privada permanecem com as atividades escolares no formato remoto.

O governo inicia nesta quinta-feira uma consulta pública, por meio de um questionário eletrônico, com entidades gaúchas ligadas à educação, infância, saúde, proteção à criança e ao adolescente. A previsão é que 1,3 mil entidades participem da pesquisa até o dia 12 de julho.

A consulta irá questionar sobre a ordem de retorno presencial do ensino, que ocorrerá por etapas, assim como sugestões de protocolos de prevenção ao coronavírus que devem ser adotados nas instituições de ensino.

Fonte: Correio do Povo

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui