Com contratações terceirizadas, 13 escolas estaduais da região devem voltar às aulas na próxima semana

Falta de profissionais como merendeiras e serventes impediu o retorno de escolas estaduais


0
Foto: Tiago Silva

No Vale do Taquari, 13 das 85 escolas da rede estadual ainda não retornaram às atividades presenciais de ensino pela falta de profissionais no quadro de funcionários, principalmente merendeiras e serventes. Esses educandários devem reabrir na próxima semana, segundo previsão da titular da 3ª Coordenadoria Regional de Educação (3ª CRE), Cássia Benini. Ela destaca que a rede estadual tem cerca de 20 mil alunos matriculados na região. “É um universo bastante grande, com realidades bastante diferentes”, destaca.


ouça a entrevista

 


 

“Temos sim algumas escolas com situação de falta de servidores, sejam merendeiras ou serventes, e que já está sendo concluído o processo de licitação para a contratação de forma terceirizada”, conta. “Esperamos que até o final da semana já tenhamos a empresa contratada e ai, dessa forma, já passamos a contratar os servidores. Isso vai nos dar uma tranquilidade para que essas escolas que não conseguiram retornar ao modelo presencial, que continuam somente no modelo remoto, possam aos poucos irem retomando as suas atividades”, comenta.

Cássia explica que as 67 escolas estaduais que retornaram receberam, em 2020, os equipamentos de proteção individual. Os educandários também elaboraram planos de contingência para cada estágio da pandemia de coronavírus. “Agora estão colocando em prática”, lembra a coordenadora.

Em Taquari

No município de Taquari, a rede estadual teve que se adequar ao regramento local. A prefeitura editou decreto mais restritivo que o determinado pelo Governo do Estado. Dessa forma, das nove escolas estaduais, apenas seis já retornaram depois de passarem por uma inspeção do município.

A coordenadora regional de Educação lembra que os outros três colégios ainda não voltaram em função do transporte escolar, sob responsabilidade do município. A expectativa é que a situação seja normalizada na próxima semana.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui