Com Covid-19 em alta, Macron endurece confinamento na França e fala em ‘fim do túnel’ com vacinas

Toque de recolher volta ao país inteiro, e escolas vão ficar fechadas para aulas presenciais por três semanas


0
Foto: Stephane Mahe/Reuters

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta quinta-feira (31) regras mais duras de confinamento para conter a nova aceleração da pandemia do coronavírus no país. As medidas entram em vigor no sábado e devem durar, no mínimo, quatro semanas. Essas novas diretrizes, muitas delas adotadas em parte do país desde 18 de março, agora se estendem por todo o território francês na Europa — ou seja, não valem para territórios ultramarinos como a Guiana Francesa. As medidas são as seguintes:

Toque de recolher às 19h

  • Incentivo ao trabalho remoto, sempre que possível
  •  Fechamento do comércio considerado não essencial
  •  Limite do deslocamento a, no máximo, 10 quilômetros
  •  Proibição de viagens entre as regiões diferentes da França

Fechamento de escolas por três semanas, com calendário adaptado, aulas virtuais e ampliação das férias de primavera.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui