Com drone que transportará pessoas e muita interatividade, pavilhão da Alemanha é o mais elogiado pela comitiva do Vale do Taquari

Em seu último dia de visitação, integrantes da Missão Empresarial conseguiram conhecer um maior número de países


0
Pavilhão da Alemanha é um dos mais concorridos (Foto: Ricardo Sander)

O terceiro e último dia dos integrantes da Missão Empresarial Acil 100 Anos na Expo Dubai foi o que mais rendeu. Os motivos foram movimento bem menor do que no fim de semana, por ser uma segunda-feira e pelo fato de os integrantes da comitiva já estarem melhores familiarizados com a exposição e saberem os locais que gostariam de visitaram. Este foi o dia que os empresários, profissionais liberais, político e integrantes da imprensa conseguiram visitar um maior número de expositores.

Muitos já haviam visitado o pavilhão da Alemanha, o que pude fazer nesta segunda. E só comprovou aquilo que a maioria dos integrantes havia falado: trata-se do melhor pavilhão da Expo Dubai. Isto já começa na recepção onde, na hora do cadastro, você já recebe um chip com seu nome e seu país. Quando você entra no estande, as interações das máquinas, através da inteligência artificial, já são através do seu nome ou do seu país. As informações são direcionadas ao seu interesse.

Por exemplo, em relação à energia renovável há a informação de que no mundo o índice é de 26%, na Alemanha, 48% e no Brasil 74%, ou seja, um quesito onde o Brasil é destaque positivo. Depois, quando é feita projeção de futuras populações das capitais, quando os brasileiros chegam, a informação é sobre Brasília, e o mesmo ocorre com os visitantes de outros países. Os fones de ouvido, através dos quais são passadas informações, emitem falas no idioma que você escolheu. O estande também é muito interativo com jogos e brincadeiras, porém sempre ligando com o tema da energia sustentável. Atendente simpáticos e atenciosos também ajudam na boa experiência.

Isso sem falar na tecnologia. Dois projetos impressionantes são apresentados pelos alemães. Um drone que atingirá 300 km/h e transportará até sete passageiros, sendo chamado por aplicativo com previsão de estar concluído em 2025 e o transporte de cargas (CarboCap), via duto através de motor elétrico com uma velocidade de 36 km/h diminuindo de forma acentuada o trânsito nas cidades e rodovia.

O fim da experiência no pavilhão da Alemanha foi o mais interessante e emocionante do qual participei, totalmente ligando como o tema da Expo Dubai, que é “Conectando Mentes, Construindo o Futuro”. Os visitantes sentam em balanços e se movem em direção a um globo terrestre que está no centro da sala.

Leia também: Mais de 100 robôs circulam pelas ruas da Expo Dubai; saiba o que eles fazem

“O principal foco é que o visitante sinta o Brasil”, diz comissário responsável pelo pavilhão brasileiro na Expo Dubai

Um dos empresários que enalteceu o pavilhão alemão foi o diretor da Richter Gruppe, José Paulo Richter, o Juca. “É muito interativo e muito lúdico. Eles se preocuparam em pessoalizar todas as atividades. Já quando chegamos, nos entregaram um crachá com o nosso nome, e a partir daí, sempre que interagimos em um espaço, fomos chamados pelo nome. Além disso é coisa tecnológica, questões da energia renovável. Eles estão na frente”, relata o diretor admirado.

O proprietário da Launer Química, Neri Xavier, ficou entusiasmado com o drone. “Em conversa com amigos, a gente tem falado da distância das nossas viagens. Algumas chegam a 800 quilômetros. Então, em conjunto, já estudamos e encaminhamos a compra de um avião de pequeno porte. Só que agora, ao ver esta tecnologia do drone, vou sugerir esperar, pois o custo de utilização dele é bem mais baixo, uma vez que ele é totalmente elétrico”, destaca o empresário.

Espanha

A conexão com o tema da feira está sendo destaque na maioria dos países. Muitos trabalham com vídeos, outros com algumas artes, mas o propósito acaba sendo o mesmo. Na Espanha uma grande obra de arte faz esta conexão. No térreo uma árvore é danificada quando respostas erradas sobre o meio ambiente são dadas pelas pessoas em um jogo de interação.

Mas o que me chamou muito a atenção, assim como no pavilhão da DP World, dos Emirados Árabes é a construção de uma cápsula que transportará pessoas por dutos. A maior diferença é quantidade de pessoas a ser transportada pelo Hiperloop: 12 ao invés de 24. O resto é muito parecido: atingirá velocidade de 1.090km², e o prazo de conclusão é 2030. O projeto é da empresa Zeleros.

Cápsula apresentada no pavilhão da Espanha (Foto: Ricardo Sander)

Israel e Emirados Árabes

Israel também apresenta um vídeo sobre a conectividade e as consequências da ação de uma pessoa para o todo. Reforçam que o maior importante não é a religião que você segue, mas sim o propósito, que se for pensado de forma coletiva, poderá gerar muita inovação e crescimento.

O pavilhão dos Emirados Árabes Unidos apresenta uma réplica do deserto, com areia de verdade e imagens sobrepostas no intuito de mostrar a evolução do povo em pouco tempo, após a unificação dos sete emirados através de um acordo inicial entre Abu Dhabi e Dubai, em 1971.

Estivemos visitando outros estandes como Paquistão, Itália, Qatar (que destaca a preparação para a Copa), dentre outros, conversando com trabalhadores, expositores e visitantes e também subimos no jardim suspenso da Expo Dubai, de onde tivemos uma visão aérea de toda a exposição nos seus 4,4km². (Confira)

Terça em Abu Dhabi

Nesta terça-feira (8) a comitiva regional visitará uma das outras seis cidades dos emirados: a capital Abu Dahbi, onde haverá city tour e conheceremos a mesquita do Sheikh Zayed

A cobertura da Missão Empresarial para a Expo 2020 Dubai na Rádio Independente tem o apoio de: Sollar Sul Energia Solar, Brincasa, Languiru, Smart Tecnologia em Comunicação e Kaimon Concessionária Kia e Mitsubishi.

Texto: Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui