Com faixas e cartazes, comunidade volta a protestar contra o pedágio em Cruzeiro do Sul

"Estamos pagando pedágio há 25 anos e não vimos nenhuma melhoria", desabafa Maria Sebastiani, moradora da localidade


0
Foto: Joel Alves

Insatisfeitos com a possibilidade da praça de pedágio permanecer na localidade de Boa Esperança, em Cruzeiro do Sul, com faixas e cartazes, a comunidade voltou a se manifestar, de forma pacífica, contra a praça de pedágio, na RSC-453 na tarde desta segunda-feira (21).

Entre as revindicações dos moradores está o passe livre para os que moram mais próximo da praça de pedágio, melhorias imediatas na rodovia, como sinalização, buracos na via e o acostamento, que estão em péssimo estado de conservação.

De acordo com as informações do Governo do Estado, haverá uma concessão de 1.131 Km de rodovias estaduais à iniciativa privada. Entre as rodovias, está a RSC-453, onde a concessão será de 30 anos, mas durante este período apenas duas obras serão realizadas, dois trevos. Um deles no acesso a rua Frederico Germano Haensgaen, no Bairro São Rafael e o outro no acesso a empresa Faros, em São Gabriel.


OUÇA A REPORTAGEM


Além das poucas obras, os usuários pagarão R$ 9,15, em lugar dos R$ 6,30 de hoje. As motos também irão pagar o pegadio.

Maria Sebastiani, moradora há 54 anos da localidade de Linha 25 de Julho, Cruzeiro do Sul, viu a rodovia ser muito importante para escoamento dos produtos agrícolas de sua região, mas está muito preocupada com a nova concessão do pedágio.

“Já estamos há 23 anos pagando pedágio e não vimos nenhuma melhoria. As estradas estão péssimas, sem sinalização e às escuras. Com a nova concessão vai ficar ainda pior, pois não teremos isenção, o valor será maior e motos irão pagar. Nós não iremos mais aceitar isso”, fala convicta Maria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui