Com gasolina cara, empresa de Lajeado registra aumento de 400% na demanda por instalação de kit GNV

Segundo o proprietário da Peixe Gás Service, somente na manhã desta quarta-feira (3) foram encaminhados 22 orçamentos


0
Alexandro Soster, proprietário da Peixe Gás Service (Foto: Jonas de Siqueira)

Não é de hoje que o combustível está caro. Como consequência, os motoristas passaram a considerar alternativas para economizar. Em entrevista ao Redação no Ar nesta quarta-feira (3), o proprietário da Peixe Gás Service, Alexandro Soster, revelou que a empresa registrou um aumento de 400% na busca pela instalação do kit.

Segundo o proprietário, somente na manhã desta quarta-feira (3) foram encaminhados 22 orçamentos. Alexandro lembra que antes da alta do preço da gasolina a média de instalação era de 3 a 4 veículos por semana. “Com o aumento na procura, em média, instalamos o kit em 12 veículos por semana”, diz. Segundo ele, o processo de instalação do kit leva cerca de 2 dias.

No que diz respeito à autonomia, o técnico aponta uma melhora de 30% a 50% a mais da média original. “Com R$ 100,00 em GNV é possível rodar aproximadamente 300 km. Com o mesmo valor em um veículo a gasolina em média 135 km” afirma.

O profissional, com mais de 23 anos de atuação no mercado, ressalta a evolução dos equipamentos ao longo dos anos. Conforme ele, o kit GNV 5ª geração, um sistema desenvolvido na Europa, é uma tecnologia avançada. “Dependendo do modelo ou marca do veículo, é quase imperceptível perceber a diferença em termos de potência”, frisa.

De acordo com o técnico, o kit GNV pode ser instalado em qualquer veículo, inclusive em caminhões a diesel, uma inovação para o mercado mundial. “Na prática a autonomia é bem bacana, o poder calorífico do gás é maior do que o diesel, o que aumenta a potencia”, afirma.

Segundo proprietário da Peixe Gás Service, a instalação do kit GNV com um cilindro de 15m3 custa, em média, R$ 3.990,00. “Se for instalado na parte de baixo do veículo, devido a mão de obra, a instalação tem o custo um pouco maior”, diz. “Rodando cerca de 40k por semana, em um ano já se tira o custo”, complementa. Por ser um kit, em caso de troca de automóvel, existe a possibilidade do equipamento ser instalado no novo veículo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui