Com menos nascimentos e alta de óbitos, em 2020 o RS tem a menor taxa de crescimento vegetativo da série histórica

No ano passado, foram 130,7 mil nascimentos registrados no Estado contra 92,7 mil mortes


0
Foto: Divulgação

Com o menor número de nascimentos e o maior de mortes registrados na série histórica iniciada em 2000, o Rio Grande do Sul atingiu em 2020 a sua taxa mais baixa de crescimento vegetativo, conforme dados preliminares disponibilizados pela Secretaria da Saúde. No ano passado, foram 130,7 mil nascimentos registrados no Estado contra 92,7 mil mortes, o que resultou em um aumento de 38,1 mil habitantes, uma taxa de crescimento vegetativo de 0,33%.

O patamar de 2020 é ainda mais baixo do que o registrado em 2019 (0,40%) e em 2018 (0,45%), mínimas históricas até então. Os dados referentes ao perfil dos habitantes do Estado estão no estudo Estimativas populacionais por idade e sexo nos municípios do Rio Grande do Sul, divulgado nesta quinta-feira (2) pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE), vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG).

O material apresenta as principais informações, em nível municipal, sobre o perfil da população por sexo, faixa etária e também pelo percentual de pessoas potencialmente ativas para atuação no mercado de trabalho.

Fonte: Governo do RS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui