Com nível do rio baixando, Arroio do Meio tenta reorganizar a cidade e reparar estragos

Sem energia elétrica, prefeitura e hospital da cidade funcionam com geradores próprios.


0
Foto: Prefeitura / Divulgação

“Temos ainda muitas pessoas que ficaram ilhadas nas suas casas, num desespero em função do cercamento e da inundação completa do bairro Navegantes, São José, Vila Tiradentes e arredores do Bairro Centro”, descreve o prefeito de Arroio do Meio, Klaus Schnack, sobre a situação no município nesta quinta-feira (9).


ouça a entrevista

 


De acordo com ele, o nível das inundações já está baixando, mas ainda é alto. “Estamos com inúmeras ruas tomadas pelas águas. Embora essas águas estejam recuando, enfrentamos dificuldade no Distrito de Palmas e entorno do Bairro Centro”, relata.

Com barcos, as equipes auxiliam os moradores ilhados, promovendo suas retiras e abastecendo com alimentos, água e agasalhos. Mais de 200 famílias foram removidas de suas casas em função dos alagamentos. “A comunidade como um todo foi surpreendida pelo avanço das águas”, observa o prefeito.

Arroio do Meio tem áreas sem energia elétrica, telefonia e internet em função das cheias. “Estamos o dia todo de hoje trabalhando com nossas equipes, juntamente com a RGE e outras concessionárias, para restabelecer a energia elétrica. Estamos trabalhando também para o abastecimento de água”, diz Schnack. “Estamos trabalhando com geradores no Hospital São José e no prédio administrativo do município”, conta.

Com o nível baixando, a prefeitura organiza kits de limpeza e de primeiras necessidades às pessoas afetadas pela enchente. A comunidade pode auxiliar com doações de alimentos não perecíveis, produtos de limpeza, agasalhos, roupas, além de mobiliário. O contato pode ser feito via Defesa Civil pelos números (51) 3716-1166 e (51) 9 99941-1778.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui