Com o agravamento da pandemia, enterros aumentaram 20% em Porto Alegre


0

A rotina dos cemitérios de Porto Alegre mudou desde o início da pandemia do coronavírus, em março do ano passado. Devido ao avanço da doença, houve um grande crescimento no total de mortes e aumentaram os procedimentos de enterros e cremações.

De acordo com o presidente da Associação Sul-brasileira de Cemitérios e Crematórios (Asbrace), Gerci Perrone Fernandes, que também é diretor do Cemitério Parque Jardim da Paz, em Porto Alegre, houve um incremento de 20% no total de sepultamentos nos meses de janeiro e fevereiro de 2021, em comparação com o mesmo período do ano passado. “Hoje, com o agravamento da pandemia da Covid-19, ocorrem cerca de mil enterros mensais entre sepultamentos e cremações, nos 19 cemitérios e dois crematórios da cidade, mesmo com óbitos ainda não confirmados como Covid-19”, afirmou Perrone, lembrando que o sistema funerário tem capacidade para 1,2 mil enterros por mês e cinco mil jazigos. Gerci Perrone destacou, no entanto, que o número de sepultamentos se distingue da quantidade de óbitos ocorridos no município. “Há estimativa de que 40% das pessoas que morrem em Porto Alegre são enterradas ou cremadas em outros locais”, afirmou.

Fonte: Correio do Povo

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui