Com redução de 50% no fluxo de internos após a enchente, Clínica Central lança campanha para arrecadar recursos

Entidade foi atingida pela cheia pela primeira vez em 38 anos


0
Clínica Central (Foto: Luís Fernando Wagner)

Atingida pela enchente de maio pela primeira vez em seus 38 anos de história, a Clínica Central, localizada na Rua Bento Rosa, no Bairro Carneiros em Lajeado, busca se recuperar do prejuízo causado pelo evento climático extremo. Conforme o administrador da Central, Ademir Becker, a cheia do rio Taquari invadiu diversas repartições da clínica como quartos, enfermarias, escritórios ambientes de convivência e pátio. “No momento que as águas começaram a invadir o prédio, nós evacuamos o prédio, e levamos todos para a Sociedade União de Carneiros. Lá montamos um QG, com cozinha, posto de enfermagem, lavanderia e todos os pacientes foram removidos para este lugar”, revela o gestor.

Ele frisa que após a enchente, um grupo de 15 internos voluntários e a equipe da Central e encarregaram de higienizar a reformar as partes da clínica afetadas pela cheia. “Conseguimos trazer todo mundo de volta com tudo higienizado por completo. Quando voltamos, vimos que não houve grandes prejuízos materiais, se comparado com o que a população gaúcha perdeu”, comenta.

Ademir Becker (Foto: Luís Fernando Wagner)

Por outro lado, Becker argumenta que as dificuldades de acesso viário depois da enchente e os danos causados na rede de comunicação telefônica continuam repercutindo na saúde financeira da instituição. “Os postes e fiação foi toda levada pela enchente nas imediações da clínica, com isso ficamos sem telefone. Nos próximos dias, a operadora responsável deverá restabelecer o nosso telefono fixo, que é o (51) 3714-11-31. Por enquanto, estamos disponibilizando o fone/WhatsApp, que é o (51) 9 89-64-35-54. Além disso, como todo o comércio vive de clientes, a Central também vive do serviço prestado aos internos. Reduziu 50% o fluxo de pacientes, o que também diminuiu pela metade nosso financeiro. Não digo que estamos passado por necessidades, mas estamos com dificuldades porque a folha tem que ser paga, luz, água e outras obrigações”.

Para amenizar o impacto financeiro a Clínica Central lançou a Campanha Pix Solidário. Para realizar doações de qualquer valor em dinheiro, os interessados devem realizar o depósito utilizando a chave-pix CNPj: 88664131000114. “Sua doação será muito bem vinda para que a Central continue com as portas aberta para podermos ajudar a família que está sofrendo junto com seu ente querido”, finaliza o administrador da Clínica Central Ademir Becker.

A Central

O Centro Regional de Tratamento e Recuperação do Alcoolismo (Central) completou 38 anos no dia 10 de maio. Fundada pelo empresário Roque Braga Lopes, a clínica conta com um quadro multidisciplinar composto por mais de 20 profissionais, entre clínicos, psicólogos, psiquiatras, enfermeiros, monitores e consultores. O espaço tem capacidade para abrigar mais de 50 pacientes. A maioria dos internos busca os serviços da central para livrar-se do vício em narcóticos, e a menor parcela é formada por dependentes de bebidas alcoólicas.Ao longo de 38 anos, quase 24 mil pacientes foram recebidos pela Central.

Texto: Luís Fernando Wagner
[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui