Com reforma, ponte sobre o Arroio Boa Vista, na pista Norte da BR-386, ficará mais reforçada

Estrutura, que agora está sendo reforçada, foi construída originalmente com concreto e seixos. Liberação do trânsito deve ocorrer até 10 de maio


0
Foto: Artur Dullius

Seis empresas e cerca de 100 pessoas trabalham nas obras de reparação da ponte norte sobre o Arroio Boa Vista, na BR-386 em Estrela. A estrutura foi avariada por um acidente em 13 de março, quando um caminhão carregado com combustível explodiu sobre a ponte. Desde então, a ponte está interditada. A ponte Sul, por sua vez, já foi revitalizada e atualmente abriga o trânsito nos dois sentidos, tanto para veículos leves e como pesados.

A expectativa da CCR ViaSul, concessionária que administra a rodovia, é liberar a ponte Norte, no sentido capital-interior da BR-386, até 10 de maio. Porém, o engenheiro e proprietário da Portland Tecnologia em Concreto, Fernando Schneider, diz que não é descartada uma liberação antes do prazo. “A intenção é sempre antecipar”, destaca.


ouça a entrevista

 


Apesar dessa perspectiva, Schneider explica que há etapas construtivas que não podem ser aceleradas, sob pena de comprometer o resultado final do trabalho. Ele cita, por exemplo, o período de cura do concreto. Conforme ele, as condições climáticas não interferem no andamento, “até porque a maioria é na parte inferior da ponte”.

Engenheiro e proprietário da Portland Tecnologia em Concreto, Fernando Schneider (Foto: Tiago Silva)

Antes da liberação, será realizado um teste de carga com caminhões e monitoramento por sensores da resposta da estrutura.

Segundo o engenheiro, o acidente prejudicou os pilares da pista Sul, e na pista Norte, onde o caminhão bateu, o mais afetado foi o tabuleiro da ponte. Schneider destaca que, após a conclusão das obras, a estrutura da ponte Norte ficará mais reforçada. Essa ponte é mais antiga em relação à ponde Sul, construída com a duplicação da BR-386. “O material, com certeza, vai ficar melhor”, afirma.

A ponte Sul, do sentido interior-capital, foi feita com concreto e brita. Já a ponte antiga foi construída com seixos rolados, ou seja, cascalhos, provavelmente retirados do próprio Rio Taquari. “Vai ficar mais reforçada do que era antes”, aponta o proprietário da Portland Tecnologia em Concreto.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui