Comandante do CRPO-VT deixará o posto no final do mês para assumir o policiamento do Vale dos Sinos

Coronel Douglas Soares está no comando da BM no Vale do Taquari há apenas cinco meses 


0
Foto: Tiago Silva

Após cerca de cinco messes na função, o comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO-VT), coronel Douglas Soares, deixa o posto no final deste mês de julho Ele foi convidado pelo Comando-Geral da Brigada Militar para liderar o policiamento da região do Vale dos Sinos (CRPO-VRS), que, segundo o oficial, é uma das com maior incidência criminal do estado. “A gente acabou aceitando esse convite para resolver essa questão de substituições naquele local”, destaca.

Soares será substituído no Vale do Taquari pelo tenente-coronel João Ailton Iaruchewski, que atualmente está no 32° Batalhão de Polícia Militar (32° BPM). Os dois militares são contemporâneos de academia de polícia e, inclusive, realizaram curso recente de gestão na corporação.

Na próxima semana devem ser anunciadas as datas de transição. Soares destaca que a Brigada Militar é um órgão do Estado, e dentro do processo de gestão, a corporação objetiva retirar a questão “personalíssima” dos seus líderes para destacar o caráter institucional. “Em relação ao atendimento à população e às relações institucionais, não vai haver nenhum deficit na mudança”, aponta.

“Fico feliz de ser lembrado e convidado, mas, ao mesmo tempo, triste porque eu adorei a região aqui e tenho a pretensão de morar aqui”, destaca o coronel. “Não é uma despedida final, mas sim talvez um até breve. Quem sabe daqui a pouquinho eu acabo voltando pra cá”, Soares espera.

O comandante ressalta que está realizado com os seus feitos no Vale do Taquari. “Foi um período curto, mas muito intenso para mim”, afirma.

SAIBA MAIS

“A nossa comunidade viu os índices se estabilizando e baixando. Métodos foram reforçados na questão de bem atender a população, e a questão da inteligência policial, ou seja, fazer o mínimo de esforço mas render bastante. E a sensação de segurança, que é deixar a BM mais visível para a população naqueles horários e locais que a população circula na rua. Eram algumas das metas que a gente tinha no início e que eu acho que conseguimos atingir de maneira bem satisfatória”, avalia.

Soares lembra que, durante sua gestão, o CRPO-VT recebeu 11 novas viaturas, e os policiais tiveram todas as suas pistolas trocadas. A região recebeu cerca de 400 armas novas. O oficial também lembra que tem como método de trabalho dar independência e autonomia aos comandantes de batalhão.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui