Comando da BM no Vale será o que menos cederá policiais à Operação Golfinho, proporcionalmente

Tenente-coronel Iaruchewski diz que será 3% do total de policiais que o CRPO-VT tem à disposição


0
Tenente-coronel João Ailton Iaruchewski (Foto: Tiago Silva)

O Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Taquari (CRPO-VT) será o comando local da Brigada Militar menos afetado, proporcionalmente, com a cedência de brigadianos para compor o efetivo destinado à Operação Golfinho, no litoral gaúcho. A afirmação é do oficial que lidera o CRPO-VT, tenente-coronel João Ailton Iaruchewski. Conforme ele, em entrevista ao Redação No Ar desta terça-feira (30), o comando cederá 12 militares, sendo 4 de Lajeado. Iaruchewski diz que será 3% do total de policiais que tem à disposição.

“A Operação Golfinho existe há mais de 40 anos, e todo ano existe a preocupação por parte dos comandos regionais que vão perder efetivo”, admite. Porém, destaca que o CRPO-VT e os batalhões que atendem aos municípios do Vale não vão ser afetados drasticamente.

Iaruchewski conta que “o Comando-Geral da BM entendeu que o Vale do Taquari seria o comando que menos cederia para a Operação Golfinho. Para nós foi muito bom porque não sofremos qualquer tipo de alteração na nossa vida de trabalho por parte do efetivo”.

O tenente-coronel explica que nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, a BM da região já organiza seus quadros para não ficar desguarnecida, levando em conta também a Operação Golfinho. “Efetivamente, não vai prejudicar a nossa rotina de trabalho”, garante.

Os brigadianos que vão para o litoral gaúcho são escolhidos pelos comandantes de batalhão. Eles embarcam em 27 de dezembro, e devem retornar somente no final de dezembro.

Fiscalização de embarcações

O oficial à frente do CRPO-VT diz que a Brigada Militar deve realizar novas operações, com o apoio da Marinha do Brasil, em fiscalização à movimentação de pessoas e embarcações no Rio Taquari. No último sábado (27) a polícia abordou cerca de 150 pessoas e aproximadamente 30 lanchas, moto aquáticas e balsas, em pontos entre Estrela e Lajeado. Nenhuma irregularidade foi identificada.

Conforme o tenente-coronel João Ailton Iaruchewski, o objetivo foi fiscalizar e orientar. “As pessoas entenderam e a comunidade elogiou”, percebeu, sobre o retorno. Ele ressalta a necessidade de os condutores estarem habilitados e as embarcações, registradas.

“Futuramente, vamos contatar a Marinha para que a Marinha venha nos dar esse apoio e passa fazer as vistorias das embarcações, principalmente na documentação”, explica o oficial. “Na próxima operação vamos ser um pouco mais rigorosos”, indica, sobre informações preliminares de eventual consumo de drogas e utilização de armas.

Operação Papai Noel

Na próxima segunda-feira (6), às 10h30, o CRPO-VT lança a Operação Papai Noel. Conforme o comandante, o policiamento usará da inteligência para estar mais presente e garantir mais sensação de segurança para comerciantes e clientes nesta época de grande movimentação em função das festas de fim de ano. Também está na agenda da Brigada Militar duas operações durante o mês, com o apoio de aeronaves, para reduzir os índices criminais.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui