Comércio de Lajeado prevê aumento em 12% nas vendas para o Dia dos Namorados

Projeção é feita em relação aos números de 2020, conforme o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Lajeado (CDL), Aquiles Mallmann (Cascão)


0
Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Aquiles Mallmann (Cascão) (Foto: Gabriela Hautrive)

O Dia dos Namorados, em alguns países chamado Dia de São Valentim é uma data especial e comemorativa na qual se celebra a união amorosa entre casais e namorados. Além do valor sentimental, o dia 12 de junho, comemorado neste sábado, também é um momento esperado para empresários e lojistas, que projetam venda de presentes e lembranças entre os casais. Em Lajeado, as ruas centrais registraram movimento durante a manhã desta sexta-feira (11), mas a tendência é de que no sábado (12) seja ainda maior, conforme o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Aquiles Mallmann (Cascão). Ainda segundo ele, a expectativa é aumentar em cerca de 12% o volume de vendas na cidade em relação ao ano passado.


ouça a reportagem


 

A projeção é feita, entre outros fatores, pelo fato do dia 12 de junho cair em um dia movimentado para o comércio. “O sábado geralmente é um dia que, em relação aos outros dias da semana, se dá quase o dobro em vendas, e quando cai numa data comemorativa, neste caso o Dia dos Namorados, a tendência é aumentar ainda mais”, projeta o presidente da CDL. A estimativa é de que neste ano os resultados sejam melhores do que os obtidos em 2020. “Ano passado estávamos com muitas restrições neste período, há uma demanda retraída, então por isso esperamos um acréscimo de 10 a 12% nas vendas”, relata.

Lojistas preparam vitrines para celebrar o Dia dos Namorados (Foto: Gabriela Hautrive)

Outro fator, conforme Cascão, é a importância da data que atinge diferentes setores do comércio. “Pode comprar um calçado, uma roupa, um relógio ou eletrodomésticos, e também as pessoas saem para jantar, movimentam bares e restaurantes, então é uma data esperada e de muita expectativa”, pondera. Em alusão a data a CDL realiza uma ação virtual, em que as pessoas tiram uma foto de casal e marcam a entidade. “Percebemos que na pandemia o ser humano ficou mais afetivo, então isso vai agregar ainda mais nas vendas. Antes se as pessoas eram casadas, não compravam, agora não, estão vendo mais o sentimento, e vão comprar”, pondera.

Proprietário da Joalheria Lenz, Maurel Lenz (Foto: Gabriela Hautrive)

O proprietário da Joalheria Lenz, Maurel Lenz, confirma que o movimento e a procura por presentes está maior neste ano. “Fizemos uma decoração nas lojas, o clima está bom e a previsão de tempo bom também vai nos ajudar, acreditamos que as vendas serão muito boas”, projeta. O Dia das Mães também foi uma data com bastante volume de negócios, conforme o empresário, e para este Dia dos Namorados se espera o mesmo, principalmente na procura pela compra de jóias. “É um produto que marca, que fica, uma lembrança eterna, então por isso é muito significativa nesses momentos”.

Projeção de vendas em 1,8 bilhão no país

Ruas de Lajeado estavam movimentadas na manhã desta sexta-feira (11) (Foto: Gabriela Hautrive)

A nível nacional, o Dia dos Namorados deve movimentar R$ 1,8 bilhão em vendas no varejo este ano. A estimativa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e aponta um crescimento de 29,4% em relação à mesma data no ano passado, período marcado pelo início do processo de flexibilização da economia após as restrições impostas pela pandemia. As vendas, no entanto, devem ficar 4% abaixo do patamar verificado em 2019, quando totalizaram R$ 1,87 bilhão.

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui