Comércio de Lajeado tem o melhor final de ano em vendas desde 2014

O aumento em relação a 2019 deve ser entre 3% e 4%. Se não tivesse falta de matéria-prima, alta poderia chegar a 7%, estima presidente da CDL Lajeado.


0
Foto: CDL / Divulgação

O comércio de Lajeado deve fechar, em 2020, o melhor período de vendas de final de ano desde o registrado em 2014. Conforme o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Lajeado, Aquiles Mallmann, o aumento de vendas em relação a 2019 deve ser entre 3% e 4%. Os números poderiam ter sido ainda melhores.

“Se não tivesse a falta de matéria-prima, nós teríamos um percentual um pouco maior ainda. Poderíamos ter chegado a um porcentual de 6% a 7% de aumento”, estima.


ouça a entrevista

 


Entre os produtos com maior saída para presentes de fim de ano estão calçados, artigos de confecção, eletrodomésticos, celulares e smartphones. O campeão de vendas foram cestas de alimentos, destaca o presidente da CDL.

A procura foi maior entre 18 a 24 de dezembro. Após o dia 26 é comum as trocas do que, eventualmente, não serviu ou não se adequou ao gosto dos presenteados. Para o comércio, também é uma fase importante para incrementar as vendas.

Mallmann relata que foi “um ano atípico, com muitas dificuldades”. “Tivemos que nos reinventar”, afirma ele. Algumas lojas, cautelosas em função das dificuldades enfrentadas pela pandemia, acabaram ficando sem reposição de estoque, conta o dirigente da CDL, sobre o problema de falta de matéria-prima.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui