Como fazer metas para o novo ano sem enlouquecer

Psiquiatra Rafael Moreno orienta cuidado com o grau de exigência e ser flexível para revisar e adaptar das metas ao longo do ano.


0
Foto: Arquivo pessoal

No último dia de 2020, o médico psiquiatra Rafael Moreno abordou como fazer metas para o próximo ano em participação no programa Troca de Ideias desta quinta-feira (31). Conforme ele, quanto mais alto o grau de exigência para se alcançar um objetivo, maior a possibilidade de ter frustração e fracasso.

Por isso ele indica ser flexível em relação às metas. “Elas são ideias que se quer alcançar”, diz ele. “Mas se não alcançar, você não é um fracassado, que não tem valor”, afirma.


ouça a entrevista

 


A primeira coisa a se entender é que as metas podem ser revistas ao longo do ano. “As metas podem mudar um mes após a gente ter colocado”, ressalta Moreno. O profissional percebe que indivíduos que têm por característica serem mais obsessivos, ansiosos e rígidos em relação às metas têm maior dificuldade em se adaptar a novas realidades.

O psiquiatra diz que o autoconhecimento é importante para entender o que está por trás das metas e, assim, estabelecer metas para resolver problemas e alcançar os objetivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui