Comung seleciona monitores para o programa Escolha Certa

Iniciativa desenvolvida em parceria com a Seduc busca melhorar as aprendizagens dos estudantes no pós-pandemia


0

As instituições que compõem o Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) e a Secretaria Estadual da Educação do Rio Grande do Sul (Seduc) estão com inscrições abertas para interessados em exercer a função de monitor no programa Escolha Certa RS. A iniciativa tem o intuito de melhorar as aprendizagens dos estudantes no pós-pandemia e estimular os jovens para as oportunidades de aperfeiçoamento para o mundo do trabalho. Nessa perspectiva, destina-se aos egressos da rede pública estadual que concluíram o Ensino Médio em 2020 e 2021.

No total, são disponibilizadas mais de 100 vagas para monitores, que vão acompanhar os estudantes inscritos no desenvolvimento de quatro componentes curriculares: Português, Matemática, Inglês e Projeto de Vida e Letramento Digital, com foco na capacitação para o mundo do trabalho. Para se candidatar, é necessário ter concluído graduação ou ser acadêmico do último ano dos cursos das áreas indicadas. As instituições que compõem o Comung serão responsáveis pela formação dos monitores, por componente curricular, tanto para a condução e mediação pedagógica quanto para o cuidado com o acolhimento e sensibilização dos estudantes para vínculo ao projeto. Cada monitor realizará seis horas de atividades semanais. Para obter outras informações, é possível entrar em contato pelo e-mail comung@comung.org.br.

A reitora da Universidade de Passo Fundo (UPF), professora Dra. Bernadete Maria Dalmolin, está entre os gestores de Instituições de Ensino Superior (IES) responsáveis pelo desenvolvimento do programa por meio do Comung. Ela destaca que as instituições comunitárias têm um papel histórico no desenvolvimento educacional no Estado como um todo. “Fomentar a educação é uma característica primordial das instituições comunitárias de ensino superior. Neste momento em que a educação básica sofre os efeitos dos anos de pandemia e verifica o afastamento de muitos estudantes dos bancos escolares, seremos protagonistas, com o governo do Estado, para reverter esses efeitos e proporcionar aos jovens possibilidades de um futuro melhor”, avalia.

A secretária estadual da Educação, Raquel Teixeira, destaca que o modelo visa a atender a uma demanda dos próprios estudantes, que foram prejudicados pelo período da pandemia e demonstraram interesse em continuar o aprofundamento dos estudos após estarem formados. “Vivemos um momento de muitas dificuldades devido à pandemia, e na área da educação não seria diferente. Nossos alunos do Ensino Médio tiveram perdas de aprendizagem, e a nossa meta é oferecer um período a mais de estudos para que eles se sintam seguros antes de ingressar no mundo do trabalho”, explica.

O projeto envolve as instituições do Comung, que se organizaram entre coordenações, produção de conteúdos, videoaulas, lives, material de ensino, seleção, acompanhamento dos monitores, entre outras demandas.

Período de atividades

A ação, que será realizada no período de junho a dezembro deste ano, é destinada aos estudantes que concluíram o 3º ano do Ensino Médio em 2020 e 2021. O estudante poderá escolher se prefere cursar o Escolha Certa de forma presencial ou remota. No formato remoto, as aulas serão disponibilizadas via plataforma Google Sala de Aula e contarão com atividades síncronas e assíncronas. Na modalidade presencial, as aulas acontecem em cidades-polo. As aulas, presenciais ou remotas síncronas, ocorrerão sempre em terças e quintas-feiras, no turno da noite, das 19h às 22h.

Ao longo do projeto, os monitores serão acompanhados pelo coordenador do respectivo componente curricular, em encontros on-line sistemáticos, para estudo dos conteúdos e atividades, alinhamento de condutas, identificação de dificuldades e gerenciamento das situações específicas. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui