Comunidade questiona alterações em projeto de duplicação da BR-386

Coordenador de engenharia da CCR ViaSul explica que não haverá prejuízos quanto a acessos à rodovia e vias laterais.


2
Foto: Arquivo / Grupo Independente

Iniciam em fevereiro as obras de duplicação da BR-386, no trecho de Lajeado a Marques de Souza. A proposta engloba diversas ações, como a implantação de vias laterais e trevos ao longo da rodovia. A comunidade, principalmente do Bairro Olarias, tem reclamado de algumas alterações que constavam no projeto inicial.

Entre elas, da mudança de local de um dos viadutos, que passará das imediações da empresa Moamar para as proximidades das Balas Florestal. O ex-vereador Sérgio Rambo relata que isso vai dificultar o deslocamento de inúmeros moradores, especialmente porque a obra de arte terá mão única, impossibilitando o tráfego entre os bairros Montanha e Olarias, em ambos os sentidos.

O coordenador de engenharia da CCR ViaSul, Fábio Hirsch, explicou que a decisão foi tomada em conjunto com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Ele relatou que não haverá prejuízos quanto a acessos à rodovia e vias laterais e evitará desapropriações que seriam necessários caso fosse mantida a proposta inicial.

Hirsch deixou os contatos da CCR ViaSul à disposição da comunidade para que sejam sanadas quaisquer dúvidas relacionadas as obras de duplicação. Um dos canais de atendimento é o 0800 000 0290. GL


ouça a entrevista


 

2 Comentários

  1. TEM QUE DEIXAR COMO ESTÁ, E PRONTO… PISTA SIMPLES E O POVO PODE ANDAR LIVREMENTE DE UMA LADO PARA O OUTRO, O DESENVOLVIMENTO, A MELHORIA DO TRÂNSITO, SEGURANÇA DOS CONDUTORES … ISSO É BOBAGEM, IMAGINA POBRE DO RAMBO VAI PERDER CLIENTES, VAI VENDER MENOS MATERIAL DE CONSTRUÇÃO…

    • Vamos pensar no melhor pra população. Não vamos pensar no individual , duplicação já, menos acidentes ,Menas morte ( comcorda né ex veriador

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui