Concessão da BR-386 passa a prever duplicação até Sarandi

Encontro realizado em Brasília também definiu tarifas únicas nos pedágios.


0
Dois encontros já foram realizados em Brasília para tratar da concessão de rodovias federias no Rio Grande do Sul. (Foto: Divulgação/Codevat)

O projeto de concessão da BR-386 passa a prever a duplicação da rodovia até Sarandi. A definição se ocorreu na tarde desta quarta-feira (19), no terceiro encontro do grupo de estudos sobre o tema, realizado em Brasília. Devido ao elevado custo, está descartada a duplicação até Iraí. Com isto serão duplicados 267km a partir de 2021 entre Lajeado e Sarandi.


Saiba mais

Concessão da BR-386 prevê alargamento da ponte do Rio Taquari


Juntamente com o coordenador de captação de recursos da Prefeitura de Lajeado, Isidoro Fornari Neto, a presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari  (Codevat), Cintia Agostini, participou da atividade. Esta era para ser a última reunião, porém com o aumento da demanda, a discussão continuará. Um novo encontro já está marcado para o dia 11 de maio na Secretaria Estadual de Transportes, em Porto Alegre.

De acordo com Cintia, os municípios solicitaram mais obras os que resulta em um aumento de R$ 471 milhões no orçamento previsto. “Por isto precisamos avaliar todas as demandas”, explica.

Outra definição tomada foi que o preço da tarifa de pedágio na BR-386 (cinco praças), na BR-290 (duas) e na BR-101 (uma) terão o mesmo valor, ainda a ser estipulado.


Grupo de estudos

O  grupo de estudos é formado por representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Ministério do Transportes, Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Secretaria dos Transportes do Rio Grande do Sul, conselhos regionais e representantes municipais. RS

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui