Condenado por morte de menina de 10 anos em Venâncio Aires está foragido

O indivíduo estava preso, teve a saída temporária decretada e não retornou mais ao sistema penitenciário


3
Foto: Arquivo Pessoal

Pela terceira vez está foragido Thomé José Noll. Ele é condenado pela morte de uma menina de 10 anos, ocorrido em 2004 em Venâncio Aires.

O indivíduo estava preso, teve a saída temporária decretada e não retornou mais ao sistema penitenciário. As outras duas fugas ocorreram em 2016 e 2019, quando foi recapturado.

Quanto ao crime cometido por Noll, ainda adolescente ele passou a ser investigado depois de uma menina de 10 anos desaparecer do Bairro Macedo. O corpo foi localizado dia 31 de outubro de 2004 às margens da RSC-453 e estava parcialmente queimado. Ele confessou o crime.

Noll foi levado a júri popular em 31 de julho de 2006, quando foi condenado a 28 anos e seis meses de reclusão pela prática de homicídio, estupro e destruição de cadáver. MS/Folha do Mate

3 Comentários

  1. Vergonha .. Será q estamos vendo o futuro dos pedófilos e assassinos retratados aqui .. está na hora de juízes entenderem que pra tudo há segunda chance menos pra pedofilo e assassino isso não tem jeito prisão perpétua.. sem saidinha brasileira

  2. Só no nosso país que uma pessoa condenada a 28 ANOS de prisão consegue saída temporária. Já teve 2 fugas e ainda liberaram ele novamente?????? Gente! onde isso vai parar! Precisamos mudar isso, pelo futuro das nossas crianças e em respeito as famílias que sofrem o resto das vidas com essas perdas. Lamentável!

  3. Concordo plenamente Camila… e digo mais, esse tipo de crime só aumenta mais, pois esses vermes, covardes, sabem que a impunidade reina nesse País ‘sério’… se tive penas, leis mais severas, extremamente rigorosas, iriam pensar mais antes de fazer essas coisas com pobres crianças… e digo mais ainda… enquanto ficarem passando a mão, achando q esse tipo de crime é pq o individuo tem problemas mentais, ai sim é que vão se escorar nessa desculpa esfarrapada para continuar a cometer atrocidades como essas q estamos cada vez vendo mais acontecer…

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui